post 94

Sea3Alg™

É um exclusivo blend de algas marrons altamente concentrado, composto por Sacharina japonica, Ascophyllum nodosum e Fucus vesiculosus, rico em substâncias capazes de atuar diretamente no perfil glicêmico e lipídico, com aproximadamente 80% de inibição das enzimas α-amilase e α-glucosidase e outros componentes presentes em sua composição como fucoidan, L-fucose, ácido algínico e íons sulfato.

Sea3Alg™ atua na inibição de 3 enzimas fundamentais do processo de digestão de carboidratos e lipídios, a α-amilase, α-glucosidase e a lipase, conferindo assim triplo benefício ao produto. O carboidrato da alimentação começa a ser degradado logo após a sua ingestão, pela α-amilase presente na saliva, que é capaz de degradar até 30% dos carboidratos. Este processo é estagnado em contato com o pH ácido do meio estomacal que é capaz de inibir a ação desta enzima. Após o esvaziamento gástrico, a α-amilase pancreática é secretada e produz a degradação do carboidrato restante em oligossacarídeos (cerca de 70%). As fi bras alimentares de algas marrons contêm compostos concentrados denominados alginatos que aumentam a sensação de saciedade.

Benefícios do Sea3Alg™:

  • Exclusivo blend de algas marrons (Saccharina japonica, Ascophyllum nodosum e Fucus vesiculosus)
  • Ativos altamente concentrados •

Atua no perfil glicêmico e lipídico

  • Estudos comprovando a capacidade inibitória das enzimas digestivas
  • Controle de diabetes e obesidade
  • Atua na resistência insulínica
  • Efeito sacietógeno
  • Auxilia no gerenciamento de peso

 

Por que usar Sea3Alg™?

  • Triplo mecanismo de ação superior a bloqueadores simples
  • Eficácia no tratamento da obesidade e diabetes
  • Inibição das enzimas α-amilase, α-glucosidase e lipase.
  • Estudos comprovam atividade inibitória das enzimas digestivas
  • Opção terapêutica no controle dos níveis lipídicos

 

Dose:

Procure um profissional habilitado para avaliação individual e ajuste da dosagem mais adequada para cada necessidade.

Fonte: http://www.idealfarma.com.br/upload/images/Idealfarma_Sea3Alg_01NOV16.pdf

Compartilhar:

Blog-01

Doppia 48H 
Desodorante Antitranspirante Hipoalergênico

Doppia 48H é um antitranspirante hipoalergênico a prova de manchas desenvolvido especialmente para as peles mais sensíveis. Graças à exclusiva tecnologia Glicoprotect, forma um filme glicínico protetor sobre a pele protegendo-a da irritação, ardência e desconforto, evitando o escurecimento das axilas.

Indicação

Redução da transpiração excessiva e do odor até em peles sensíveis.

Propriedades

  • Sensorial Sofisticado;
  • Toque Seco e Aveludado;
  • Secagem Rápida;
  • Não Gruda na Pele;
  • Excelente para Áreas Corporais.

 

Segurança

Hipoalergênico. Sem conservantes, sem parabenos, sem álcool, sem fragrâncias e Dermatologicamente Testado.

Compartilhar:

post 91

 

 A pele é a característica fenotípica mais visível do ser humano, e sua coloração, um de seus fatores mais variáveis. É restrito o conhecimento sobre as bases genéticas, evolutivas e os aspectos culturais relacionados ao estabelecimento dos níveis de cor da pele humana.

A pigmentação da pele e dos cabelos, em humanos, é dependente da atividade melanogênica nas células produtoras de melanina, bem como do tamanho, número, composição e distribuição de partículas do citoplasma dos melanócitos, denominadas melanossomas, além da natureza química da melanina que elas contêm.

Melasma é melanodermia comum, caracterizada por manchas em áreas expostas a radiações UV, com pigmentação acastanhada de diferentes intensidades, que acomete, principalmente, mulheres adultas (30 a 55 anos) em idade fértil.

O nome melasma deriva do grego melas, que significa negro. Também conhecido como cloasma, igualmente deriva do grego cloazein: estar esverdeado. A denominação melasma constitui, portanto, designação mais adequada para a doença.

A etiopatogenia do melasma ainda não é completamente elucidada; sabe-se, entretanto, que diversos fatores estão envolvidos na expansão ou em seu surgimento. São observados períodos de redução parcial durante o inverno e períodos de exacerbação durante o verão, podendo as lesões surgirem abruptamente em decorrência da exposição solar intensa ou de forma gradual, pela exposição constante.

Uma das teorias mais aceitas para o aparecimento dessa discromia é a de que a radiação ultravioleta cause a peroxidação dos lipídios da membrana celular, com consequente formação de radicais livres, os quais estimulam os melanócitos a produzir melanina excessivamente, gerando, assim, hiperpigmentação cutânea.

A influência hormonal na etiopatogenia do melasma é estruturada pela elevada frequência da presença em gestantes, em usuárias de anticoncepcional oral e nas mulheres em terapia de reposição hormonal.

Trata-se de doença dermatológica diagnosticada ao exame clínico, que apresenta cronicidade característica, com recidivas frequentes e grande refratariedade aos tratamentos existentes.

Não existe consenso sobre a classificação clínica do melasma. Na face, onde é mais frequente, são reconhecidos dois principais padrões: centrofacial, acometendo as regiões central da fronte, supralabial e mentoniana; e malar, que acomete as regiões zigomáticas. Alguns autores acrescentam ainda um terceiro padrão, menos frequente, denominado mandibular.

O melasma pode ser classificado como transitório ou persistente. Quando os estímulos são interrompidos por um ano e o melasma desaparece, é classificado como transitório; se não desaparecer, é do tipo persistente, tendo como fator causal a radiação solar, entre outros.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, em 2006 o Brasil tinha 57.343 casos de melasma de face diagnosticados; as melanodermias constituem o terceiro grupo de doenças dermatológicas no Brasil.

Por surgir principalmente na face, o melasma incomoda o paciente, afetando de forma negativa seu bem-estar psicológico e emocional, gerando, portanto, impacto negativo na qualidade de vida, o que com frequência o leva a procurar o dermatologista.

Assim, surgiu a necessidade do desenvolvimento de um questionário padronizado e validado para a avaliação da qualidade de vida desses pacientes. O MELASQoL (Melasma Quality of Life Scale) é instrumento que abrange três situações afetadas pela dermatose: vida social, recreação/lazer e bem-estar emocional.

No Brasil, o questionário foi traduzido para a língua portuguesa em 2006 (MELASQoL-BP), seguindo as normas da Organização Mundial de Saúde.10 Investigou-se a resposta ao MelasQol de 300 pacientes de ambos os sexos, de diferentes regiões demográficas; entre as respostas, 65% dos pacientes reportaram desconforto com o melasma facial, 55% sentiam frustações, e 57% envergonhavam-se do aspecto manchado da pele.

O tratamento do melasma é frequentemente insatisfatório, pela grande recorrência das lesões e pela ausência de alternativas para clareamento definitivo. Dos tratamentos tópicos, a hidroquinona é considerada a droga mais eficiente, apesar de seus efeitos adversos ‒ dermatite de contato irritante ou alérgica, hipopigmentação, e hiperpigmentação pós-inflamatória.

Estudos clínicos controlados indicam fotoproteção e uso de clareadores tópicos e/ou orais como as principais medidas de tratamento.10,13 Substâncias vegetais com funções antioxidantes têm sido difundidas como úteis no tratamento do melasma.

Vaccinium vitis-idaea, comumente chamado de amora alpina ou arando-vermelho, é um pequeno arbusto verde da família Ericaceae que produz fruto comestível pequeno igual à ervilha. A sua alta capacidade antioxidante do refletida por seu alto valor Orac (capacidade de absorbância do radical oxigênio) de 16.000, indica o grande potencial do extrato deste vegetal em atuar contra os radicais livres no organismo humano.

Este estudo visou à investigação dessa substância no controle de melasma, em mulheres brasileiras.

Trata-se de estudo clínico duplo-cego, longitudinal, comparativo, monocêntrico, aprovado por Comitê Universitário de Ética em Pesquisa em Seres Humanos do Hospital Universitário da Universidade Federal Fluminense, no qual foram investigadas 42 voluntárias, portadoras de melasma facial e idade entre 30 e 55 anos.

Todas voluntárias do estudo relataram presença de manchas por melasma há mais de dois anos. Entre as 42 voluntárias, 38 (grupo-controle: 18; grupo fitoterápico: 20) concluíram o estudo; quatro o abandonaram por motivos pessoais. A análise inicial do MelasQol revelou que 65,79% das pacientes se incomodam com a aparência de sua pele, 55,26% experimentam frustração ou constrangimento pela condição de sua pele, 42,11% sentem-se depressivas, e 23,68% têm a sensação de não ser atraentes. Para 34,21% das voluntárias, entretanto, o melasma não compromete o relacionamento com outras pessoas; para 39,47% não afeta o desejo de estar com outras pessoas; 26,32% das pacientes não têm dificuldade em demonstrar afeto; 47,37% não se sentem menos produtivas; e para 44,74% das voluntárias o melasma não afeta seu senso de liberdade.

A avaliação do escore total do MELASQoL indicou ausência de mudança significativa após o tratamento no grupo-controle (p = 0,058); entretanto, detectou-se redução significativa no escore total do MELASQoL no grupo fitoterápico (p =0,002). O escore médio da escala MELASQoL foi 39,5 antes do tratamento e passou para 38,4 após o estudo no grupo-controle; seu valor diminuiu de 40,6 antes da intervenção para 33,2 após o uso do fitoterápico em associação ao fotoprotetor.

Quanto à avaliação de eficácia do tratamento, na opinião das pacientes, obteve-se melhora do melasma em 33,3% das voluntárias do grupo-controle e em 66,6% das voluntárias do grupo fitoterápico. Na avaliação dos médicos dermatologistas, o tratamento gerou melhora em 30% das pacientes do grupo-controle e em 80% das pacientes do grupo fitoterápico.

As análises quantitativas de densidade óptica indicaram que o grupo-controle não teve mudança significativa na densidade de pigmentação antes e após o uso do fotoprotetor tópico; o grupo fitoterápico, entretanto, apresentou redução significativa (p = 0,01) na intensidade da pigmentação durante o estudo.

O controle do melasma muitas vezes exige a alternância de substâncias despigmentantes. Os resultados obtidos no presente estudo permitem concluir que o extrato de lingonberry pode ser estratégia eficaz no controle do melasma, e também viabilizam futuros estudos clínicos comparativos para ratificação de sua eficiência e tolerabilidade.

Fontes:

Letícia Abel Penedo de Moura, Doutora em ciência dos alimentos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ) e nutricionista formada pela Universidade Federal Fluminense (UFF) – Niterói (RJ), Brasil.

Jane Marcy Neffá Pinto, Doutora em dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro (RJ) e professora adjunta titular da Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense (UFF) – Niterói (RJ), Brasil.

Marcelo de Souza Teixeira, Residente em dermatologia na Universidade Federal Fluminense (UFF) – Niterói (RJ), Brasil.

 

Compartilhar:

post 90

 

 

Me perguntaram sobre a diferença entre uma dieta cetogênica e uma dieta low carb. Bom, vamos lá… A diferença básica é que na cetogênica a quantidade de gorduras pode chegar em 70% da ingestão calórica total, enquanto a quantidade de carboidratos chega no máximo a 5% e o restante (25%) de proteínas. Alimentos como ovos inteiros, queijos, bacon, azeite de oliva, carnes mais gordas e óleo de coco, são normalmente presentes nessa proposta. Já na dieta low carb, pode-se ter um perfil como 40% lipídios, 40% proteínas e 20% carboidratos (por exemplo). Na nutrição esportiva, esses 20% de carboidratos estariam presentes nas duas refeições anteriores ao exercício, considerando que se necessita entre 4 e 6 horas para a síntese de glicogênio. Como a ingestão de carboidratos é baixa, esses devem ser provenientes de fontes de qualidade (a popular batata doce cozida é uma ótima opção). Para pessoas com metabolismo lento e baixa taxa de oxidação de carboidratos, essas estratégias são ótimas opções. No entanto, não são fáceis de serem mantidas por muito tempo. Uma ideia é o profissional realizar uma periodização nutricional com seu paciente e em alguns momentos chaves, trabalhar algumas semanas com propostas como estas. Algumas pessoas se adaptam tão bem a essas estratégias que se tornam seu estilo de vida, enquanto outras podem desencadear distúrbios alimentares se não forem bem acompanhadas. Se vocês me perguntarem qual é minha estratégia predileta, responderei que prefiro prescrever dietas ricas em carboidratos para pacientes com uma excelente carga de exercícios e um metabolismo bem regulado! Pois sem dúvida, é a proposta mais fácil, saborosa e tranquila de ser mantida em qualquer lugar! Mas, devemos sempre respeitar a individualidade de cada um e nunca cometer esse erro clássico que vejo quase todos cometendo: de achar que existe um protocolo ideal para todos.

 

Por: Dr.Rodolfo Peres – nutricionista especialista em nutrição esportiva.

Atende desde atletas de alto nível a pessoas que simplesmente buscam uma melhor qualidade de vida.

(43) 3326.7030

Avenida Ayrton Senna da Silva – 550, Edifício Torre Montello, sala 1503, Londrina/PR

www.rodolfoperes.com.br Facebook – /rodolfoperesnutricionista

Instagram – @nutricionistarodolfoperes

Compartilhar:

post 87

Lorcasserina HCl

Classe terapêutica: Inibidor seletivo de recaptação de serotonina

DADOS FARMACOLÓGICOS

Propriedades: Supressor do apetite que age no sistema nervoso central ajudando pacientes obesos ou com obesidade moderada a perder peso, através da supressão do apetite. Esta sensação de não sentir fome leva o paciente a ingerir menos calorias nas refeições e, consequentemente ocasiona a redução do peso corporal. Indicado como gerenciamento de peso, auxilia na melhora do humor, contribui para a melhora da cognição, epilepsia, transtorno compulsivo obsessivo, doença de Parkinson, esquizofrenia, depressão, ansiedade, distúrbios do sono, abuso de drogas, auxilio na redução da pressão sanguínea, ajuda a melhorar os níveis lipídicos.

Mecanismo de ação: Lorcasserina HCl é acreditado para diminuir o consumo de alimentos e promover a saciedade, ativando seletivamente os receptores 5-HT2C em neurônios pró-opiomelanocortina anorexígenos localizados no hipotálamo. O mecanismo de ação exato não é conhecido.

Efeitos colaterais e Reações adversas: Nasofaringite, dores de cabeça, náuseas, problemas nasais e sinusite, casos de depressão, ansiedade e de vontades suicidas.

Interações: Não fazer uso concomitante com outros medicamentos que aumentem os níveis de serotonina no cérebro ou ativem seus receptores, incluindo algumas drogas contra a depressão e enxaqueca. – Inibidores seletivos da recaptação da serotonina, inibidores da MAO, triptanos, bupropiona, erva de São João.

Contraindicações e Precauções: Gestantes, lactantes, crianças e idosos. Pacientes que usam outros remédios que provocam o aumento das taxas de serotonina no cérebro ou que ativem os seus receptores não devem usar Lorcaserina HCl, pois as reações poderão ser adversas. Tais medicamentos são usados para o tratamento da depressão e da enxaqueca.

Posologia: 20mg dia, sendo ingeridos 10mg 1horas antes do almoço e jantar1 . Esse medicamento deve ser descontinuado se não houver perda de 5% de peso após 12 semanas de tratamento.

Referências:

  1. Smith SR1 , Weissman NJ, Anderson CM, Sanchez M, Chuang E, Stubbe S, Bays H, Shanahan WR; Behavioral Modification and Lorcaserin for Overweight and Obesity Management (BLOOM) Study Group. Multicenter, placebo-controlled trial of lorcaserin for weight management. N Engl J Med. 2010 Jul 15;363(3):245-56. doi: 10.1056/NEJMoa0909809
  2. Feijó, F de M, Bertoluci, M C, Reis, C. Serotonina e controle hipotalâmico da fome: uma revisão. Rev Associ Med Bras 2011, 57(1): 74-77 3. 2. Martin C K, Redman L M, Zhang J, Sanchez M, Anderson C M, Smith S R, Ravussin E. Lorcaserin, a 5-HT2c receptor agonist, reduce body weight by decreasing intake without influencing energy expenditure. J Clin Endocrinal Metab, March 2001, 96(3): 837-845
Compartilhar:

post 85

 

A niacinamida (forma amida da vitamina B3) reduz queratoses pré-malignas de peles fotodanificadas provavelmente através da prevenção da depleção da energia celular UV-induzida e melhora do reparo do DNA celular.

Estudos mostram que a administração oral de niacinamida, 500 mg 2 vezes ao dia por 4 meses, demonstrou reduzir queratoses actínicas pré-malignas em pacientes com fotodano.

  • A aplicação tópica na concentração de 5%, preveniu a imunossupressão UV-induzida.
  • A aplicação tópica na concentração de 1% acelerou a regressão de queratoses.

 

Fotodano: Tratamento Oral. Redução de Novos Cânceres Não Melanoma

A niacinamida reduz queratoses pré-malignas em peles fotodanificadas provavelmente através da prevenção da depleção da energia celular UV-induzida e melhora do reparo do DNA celular. Estudo realizado em queratinócitos HaCaT e pele humana ex vivo demonstrou sua capacidade em melhorar o reparo ao DNA após exposição à radiação UV e arsenito de sódio (Thompson et al., 2015).

 

Estudo 1: Estudo avaliou a administração oral de niacinamida, 500 mg 2 vezes ao dia durante 4 meses, em pacientes com fotodano.

1

Os resultados demonstraram a capacidade da niacinamida em reduzir queratoses actínicas pré-malignas (Surjana et al., 2012).

 

Estudo 2: Uma triagem controlada, duplo-cega e placebo-controlada de fase 3 avaliou 386 pacientes que receberam a administração oral de niacinamida.

2

Os voluntários tiveram ao menos 2 casos de câncer de pele não melanoma nos 5 anos prévios e foram avaliados por dermatologistas em intervalos de 3 meses por 18 meses.

 

Os resultados demonstraram que a niacinamida administrada via oral foi segura e efetiva em reduzir as taxas de novos cânceres não melanoma e ceratose actínica em pacientes de alto risco (Chen et al., 2015).

3

 

Referências

Portilho L, Pacheco H. Niacinamide and Dermatology. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research – BJSCR. Vol.15,n.3,pp.123-129 (Jun – Ago 2016).

Chen AC, Martin AJ, Choy B, Fernández-Peñas P, Dalziell RA, McKenzie CA, Scolyer RA, Dhillon HM, Vardy JL, Kricker A, St George G, Chinniah N, Halliday GM, Damian DL. A Phase 3 Randomized Trial of Nicotinamide for Skin-Cancer Chemoprevention. N Engl J Med. 2015 Oct 22;373(17):1618-26. doi: 10.1056/NEJMoa1506197.

Surjana D, Halliday GM, Martin AJ, Moloney FJ, Damian DL. Oral nicotinamide reduces actinic keratoses in phase II double-blinded randomized controlled trials. J Invest Dermatol. 2012 May;132(5):1497-500. doi: 10.1038/jid.2011.459. Epub 2012 Feb 2.

Thompson BC, Halliday GM, Damian DL. Nicotinamide enhances repair of arsenic and ultraviolet radiation-induced DNA damage in HaCaT keratinocytes and ex vivo human skin. PLoS One. 2015 Feb 6;10(2):e0117491. doi: 10.1371/journal.pone.0117491. eCollection 2015.

Fonte: http://www.ipupo.com.br/Noticia/Post/2086

 

Compartilhar:

post 84

 

Com mais de 98% de teacrina, alcaloide presente em fontes naturais, o TeaCrine é um composto bioidêntico dessa substância. Ele melhora os processos metabólicos naturais do organismo para fornecer energia física e mental, aumento da performance, motivação para o exercício, aumento de foco e concentração além de melhorar o humor, reduzir a fadiga e garantir o desempenho máximo nas tarefas diárias.

 

A cafeína melhora a performance física e mental, por outro lado, é estimulante, aumenta a ansiedade, acelera o batimento cardíaco, altera a pressão arterial, pode causar perda de foco e tolerância.

 

Diferente da cafeína, TeaCrine melhora a performance física e mental, não é estimulante, reduz a ansiedade, não altera a frequência cardíaca nem a pressão arterial, contribui para aumentar o foco e o melhor, não causa tolerância.

Compartilhar:

post 83

 

Abdoliance é uma combinação vetorizada de flavonoides da laranja amarga, extrato rico em hesperidina, e extrato de Guaraná, rico em cafeína. Este produto único e especifico para os homens com mais de 30 anos, previne e reduz a deposição de gordura na área abdominal.

 

Devido a sua exclusiva tecnologia de vetorização, ABDOLIANCE é capaz de penetrar nas camadas mais profundas da pele, atingindo os adipócitos onde a gordura é armazenada.

 

A vaidade masculina vem ganhando força nas ultimas décadas. Mais à vontade para mostrar seu desejo de tornar-se atraente, o homem foi estimulado pelas novas exigências do mercado. Hoje, no universo profissional existe uma cobrançamaior pela boa apresentação. O homem moderno sabe que uma aparência saudável e magra é sinônima de arrojo e elegância.

Vários cosméticos podem ser encontrados para o publico feminino. No entanto, existem poucos para publico masculino, muito menos desenvolvidos para sua fisiologia especifica.

 

Mecanismo de ação

A Lipólise pode ser ativada de duas maneiras: ou por estimulo dos receptores β-adrenérgicos ou pela diminuição do efeito inibidor da fosfodiesterase. Nos dois casos, a adenilatociclase é ativada, aumentando a concentração de AMPc, resultando no estimulo da LHS (Lipase Hormônio Sensível), responsável pela lipólise dos triglicerídeos. No caso dos homens. A LHS também pode ser ativada pela testosterona. Porém, sabe-se que ocorre decréscimo natural de testosterona após os 30 anos e, que este hormônio passa a sofrer a ação da aromatase, que diminui ainda mais sua disponibilidade para a célula adiposa. Sendo assim, a aromatase interfere negativamente no processo da lipólise.

 

Abdoliance age de três maneiras complementares, sinérgicas e especificas:

1. Atinge diretamente os adipócitos

Spherulites®, é uma tecnologia modernade encapsulação. São microvesículas concêntricas contendo em seu interior princípios ativos. Revestidas por Spherulites®as moléculas ativas penetram na epiderme atingindo os adipócitos. Este processo resulta em maior eficácia do ativo

 

2.Previne o acúmulo de triglicerídeos nos adipócitos

O extrato da laranja Amarga (Citrus Aurantium) contém hesperidina. A hesperidina inibe a aromatase, que é a enzima responsável pela conversão de testosterona em estradiol. Assim, o extrato da laranja amarga limita a diminuição da taxa de testosterona nas camadas mais profundas da pele, nos homens com mais de 30 anos.

 

3.Queima e degrada os triglicerídeos nos adipócitos

O extrato de guaraná (Paullinia cupana) é muito conhecido por suas propriedades termogênicas. A cafeína, presente no extrato de guaraná, age tanto sobre os receptores β-adrenérgicos, estimulando a adenilato ciclase e, por consequência a lipólise, quanto sobre a fosfodiesterase, diminuindo sua ação inibitória, permitindo assim, a que LHS possa degradar os triglicerídeos.

 

– A aromatase é uma enzima que age, transformando testosterona em estradiol. Pode ser encontrada, entre outros locais, no cérebro e no tecido adiposo.

– No caso dos homens, após os 30 anos, há um aumento da atividade aromatase. Esta enzima promove uma diminuição significativa da testosterona, que também interfere no processo da lipólise, aumentando simultaneamente o acumulo de gordura nos adipócitos presentes no abdômen.

 

Indicações

Abdoliance é indicado para homens, a partir dos 30 anos, com gordura localizada na área abdominal e lateral “pneuzinhos”.

Compartilhar:

post 75

 

Na estação mais quente do ano é normal que as pessoas desfrutem de passeios ao ar livre, piscina e mar. Mas mesmo em momentos de lazer não devemos nos esquecer de que a pele merece cuidados redobrados quando a exposição solar for maior que o normal. Além dos protetores solares de uso tópico, a suplementação com Vitaminas e Nutracêuticos por via oral podem complementar a prevenção de possíveis malefícios gerados pela exposição solar e também deixar a pele com um bronzeado mais uniforme e duradouro.

 

Luteína é uma substancia farmacêutica muito utilizada como preventivo de doenças da pele por apresentar uma ação antioxidante potente. É encontrada em alimentos como vegetais verde-escuros e ovos, porém pode ser manipulado como suplemento em cápsulas. Antioxidantes são substâncias químicas em seu corpo que defendem as células saudáveis ​​dos danos causados ​​pelos radicais livres destrutivos.

 

Picnogenol: Também conhecido como Pinus Pinaster, um antioxidante com beneficio de proteção solar relata que Estudos in vitro demonstraram que Pinus pinaster é 50 vezes mais potente que a vitamina E e 20 vezes mais poderoso que a vitamina C, pois, tem a capacidade de regenerar o radical ascórbico inativo. Um segundo estudo foi realizado para avaliação da formação de eritema (vermelhidão) após exposição aos raios UV induzido, em concordância com a suplementação com Pinus Pinaster. Fizeram parte 21 voluntários, e receberam uma miligramagem de 1,10 mg/kg ao dia de ativo, durante quatro semanas, e 1,66 mg/kg ao dia por mais quatro semanas. Após 8 semanas observaram que a dose de UV necessária para atingir 1 DEM foi 2 vezes superior e estatisticamente significativa.

 

Beta caroteno: a substância betacaroteno é um precursor de vitamina A, e tem sido utilizado para diminuir a reação de fotossensibilidade severa em pacientes com protoporfiria eritropoiética e anomalias relacionadas à pigmentação: erupções polimorfas causadas pela luz solar, e Lupus Eitematoso Discóide. Também é utilizado como bronzeador oral, pelo escurecimento que provoca à pele.

 

Para uso Tópico as formulações podem beneficiar para que a pele continue integra (sem descascar) mesmo após grande exposição aos raios solares. Para esse tipo de beneficio podemos manipular uma loção ultra-hidratante contendo os seguintes princípios ativos:

 

Ureia: A uréia é um desnaturalizante protéico que provoca a hidratação da queratina e uma leve queratólise na pele seca e hiperqueratósica.

 

Hidroviton: Complexo hidratante não oclusivo com uma combinação sinérgica de umectantes e ingredientes hidroscópicos similares ao NMF (Natural Moisturizing Factor). Apresenta efeito regulador sobre o teor de umidade da pele. Seus componentes são facilmente assimilados pelo estrato córneo.

 

Óleo argan: Hidratante, emoliente e formador de filme.

 

Óleo macadamia: Emoliente, lubrificante e amaciante.

 

Vitamina E: É uma vitamina lipossolúvel, envolvida em processos metabólicos de eliminação dos radicais livres. Tem ação antioxidante e retarda tanto a formação de peróxidos como a oxidação de lipídios protegendo, portanto, as lipoproteínas da parede celular e retardando o envelhecimento da pele. Possui ainda ação umectante para a pele.

 

Para maiores informações quanto à posologia e doses adequadas procure um farmacêutico.

Compartilhar:

post 74

 

Gordura abdominal, a famosa “barriguinha”, é o acúmulo de gordura no abdômen, que acontece nessa parte do corpo por apresentar maior quantidade de células gordurosas (adipócitos). Ocorre tanto em homens quanto em mulheres e sua tendência é sempre aumentar.  Por mais que o paciente faça uso de atividades físicas e de uma alimentação saudável o combate para elimina-la é grande. Além de ser uma questão estética, os riscos da gordura abdominal não estão restritos apenas a isso. Esse tipo de acúmulo é mais nocivo ao corpo do que qualquer outro tipo de gordura localizada, pois está associado a problemas como doenças cardiovasculares, diabetes, colesterol alto e trombose, entre outros.

 

Disponível e manipulado na Farmácia Acqua Bella, o Suco Seca Barriga Sabor Uva que é composto por fitoterápicos que auxiliam na redução de medidas abdominal.

Composição:

Morosil

O Morosil® diminui em até 50% a gordura abdominal em 90 dias. Por estar em um ambiente bastante hostil, essa espécie de laranjas produz um antioxidante específico, denominado antocianina que possui efeito único na diminuição do colesterol, triglicérides e age como antienvelhecimento. Morosil® é um extrato seco obtido das laranjas vermelhas moro, cultivadas no Mediterrâneo, na Sícilia, ao lado do vulcão Etna.

Trabalhos recentes têm mostrado o papel do suco de laranja vermelha no tratamento e prevenção da obesidade, resistência à insulina e doenças correlatas (especialmente esteatose hepática e doença cardiovascular). O suco de laranja Moro em animais parece diminuir os níveis plasmáticos de triacilgliceróis e colesterol total, aumentar a sensibilidade à insulina, além de diminuir o ganho de peso (quando estes são submetidos a dietas hipercalóricas) e o tamanho dos adipócitos.

Sinetrol

Alto nível de polifenóis (Mínimo 90%). Ausência de Sinefrina e Octopamina. Ótimos resultados para redução do quadril e cintura. Extrato padronizado de frutas cítricas (Citrus senensis L. osebec, Citrus paradise (toranja), Citrus aurantium L. amara, Citrus aurantium L. dulcis) e extrato de guaraná padronizado em 20% de cafeína natural. Essa sinergia termogênica atua no gerenciamento de peso, na atividade lipolítica e no desempenho físico. Sinetrol® EXP demonstrou redução de 5,2Kg e 14,35% da gordura corporal em 12 semanas.

Chá Verde

O chá verde é rico em substâncias antioxidantes. Em sua composição também pode ser encontrado nutrientes que diminuem o colesterol ruim e, ainda, fortalecem o sistema circulatório, prevenindo doenças. O chá verde é usado como emagrecedor por ser diurético e um laxante natural. O chá verde constitui sua formula, na maioria das vezes, em catequinas que agem em sinergia com a cafeína, que tem sido relacionado com a melhora do condicionamento físico de endurance, ou seja, melhora a capacidade de execução dos exercícios e retarda a fadiga muscular.

 Hibiscus

Famoso por sua ação diurética, diminuindo o inchaço que acomete muito as mulheres, ação digestiva, também possuindo propriedades de um laxante suave. O bom funcionamento do intestino, leva à perda de peso, que acontece porque o organismo elimina o que é ruim, aproveitando melhor as vitaminas e nutrientes dos alimentos.

 

Compartilhar:
Perfil
Mona Lisa Bevilacqua

Empresária, Graduada em Farmácia Industrial, Pós-graduada
em Manipulação Magistral Alopática, MBA em
Cosmetologia e
com cursos de
cosméticos realizados
em Paris e Mônaco.
Saiba Mais
Chat Online
LiveZilla Live Chat Software
LiveZilla Live Chat Software
Horários de atendimento para Orçamento Online:
De seg. a sex. das 08h às 18h.
Sábado. das 08h às 13h.
Newsletter
Fique por dentro das novidades.
Loja Virtual
Mais Acessados


Contato

34 3331-0500
Avenida Santos Dumont, 1050
Uberaba / MG - CEP 38060-600
Sobre o Blog

Este é um canal de comunicação da Farmácia AcquaBella com todos os nossos públicos: Clientes, Colaboradores, Sociedade e Fornecedores.
Farmácia AcquaBella © Todos direitos reservados 2014.