27
out

post-44

 

 

LingonMAX™ é um ativo nutricosmético vegetal obtido do extrato de Lingonberry (Vaccinium vitis idaea L.), padronizado em 35% de proantocianidinas, 10% de resveratrol e 10% de antocianinas, que promove a redução das rugas e manchas, ao mesmo tempo que aumenta o clareamento, maciez, elasticidade e a hidratação da pele.

 

 

- Antocianinas

As antocianinas, potente antioxidante natural, estabilizam as espécies reativas de oxigênio através de sua reação com o componente reativo do radical. O alto poder de reação do grupo hidroxil das antocianinas com o radical, faz com que este fique 2 inativo.

Seus efeitos benéficos em relação à nutrição e saúde estão relacionados às suas propriedades antioxidantes desempenhando um papel importante na modulação da inflamação, inibição da agregação plaquetária, prevenção do câncer e de sua3 progressão.

 

 

- Resveratrol

O resveratrol possui efeito sobre a inibição da replicação do Propionibacterium acnes e propriedades anti-inflamatórias podendo ser usado para doenças relacionadas ao P. acnes, como a acne. Quando comparado com Eritomicina e Benzoil peróxido o resveratrol foi considerado favorável para o tratamento da acne vulgaris, sendo bactericida em dosagens mais alto, e bacteriostático em concentrações menores.

 

 

- Proantocianidinas

Um estudo realizado no Japão investigou o efeito de proantocianidinas, um potente antioxidante, na redução de cloasma (melasma). Os resultados demonstraram que a administração oral de extrato de uva, rico em proantocianidinas, durante 6 meses, é eficaz e seguro na redução da 5 hiperpigmentação das mulheres com cloasma.

 

 

Mecanismo de ação

 

LingonMAX™, um potente antioxidante, age doando um elétron ao radical livre,  resultando em sua neutralização e interrompendo o dano celular.

Um estudo clínico foi conduzido para avaliar o envelhecimento e a coloração da pele. O estudo foi realizado em 44 mulheres, com idades entre 22 a 55 anos. Foi administrado LingonMAX na dosagem de 150 mg/ dia, em um período de 8 semanas.

 

1

O Melanoma B16 foi tratado com LingonMaxTM para se avaliar a atividade da tirosinase e do conteúdo de melanina. O efeito do LingonMAX sobre a célula B16 foi comparado ao arbutim , semente de uva e casca de pinus. Todos os três extratos demostraram uma redução concentração-dependende de melanina. A atividade das células B16 e o conteúdo de melanina foram significativamente reduzidos.

 

 

2

Indicações:

 

LingonMAX é indicado para fotoenvelhecimento e hiperpigmentação cutânea.

É usado em concentrações de até 150mg/dia.

 

 

Exemplificações de Formulações

 

- Fórmula antioxidante

 

LingonMax 150 mg

Manipular 30 cápsulas.

Tomar 1 cápsula ao dia. Ou conforme orientação Médica.

 

 

- Fórmula clareadora

 

LingonMax 100 mg
Pomegranate Extrato Seco 400 mg
Olivicin 150 mg

 

Manipular 30 cápsulas

Tomar 1 cápsula ao dia. Ou conforme orientação médica.

 

 

– Fórmula Rejuvenescedora

LingonMax 150 mg
Silício Quelato 5 mg
Zinco Quelato 15 mg
Licopeno 5 mg
Exsynutriment 150mg

 

Manipular 30 cápsulas.

Tomar 1 cápsula ao dia. Ou conforme orientação.

 

 

ROSSO, V. V. Composição de caro-tenóides e antocianinas em acerola. Estabilidade e atividade antioxidante em sistemas-modelo de extratos antociânicos de acerola e de açaí.

Campinas. Tese apresentada para obtenção do título de doutorado. Universidade Estadual de Campi-nas,[s.n.], 2006.

VOLP, A. C. P.; RENHE, I. R. T.; BARRA, K.; STRINGUETA P. C. Flavonóides antocianinas: características e propriedades na nutrição e saúde. Revista Brasileira de Nutrição Clínica, v. 23,

  1. 2, p. 141-149. 2008.

 Yamakoshi J, Sano A, Tokutake S, Saito M, Kikuchi M, Kubota Y, Kawachi Y, Otsuka F. Oral intake of proanthocyanidin-rich extract from grape seeds improves chloasma. Phytother

Res. 2004 Nov;18 (11):895-9.5

Beth Anne Jurkiewicz, Donald L Bissett, Garry R Buettner. Effect of Topically Applied Tocopherol on Ultraviolet Radiation-Mediated Free Radical Damage in Skin. Journal of

Investigative Dermatology (1995) 104, 484–488.

Wang SY, Feng R, Bowman L, Penhallegon R, Ding M, Lu Y. Antioxidant activity in lingonberries (Vaccinium vitis-idaea L.) and its inhibitory effect on activator protein-1, nuclear

factor-kappaB, and mitogen-activated protein kinases activation. J Agric Food Chem. 2005 Apr 20;53(8):3156-66.

 

Compartilhar:

post-43

 

Sua pele merece um cuidado especial! A esfoliação com o Sabonete Esfoliante Vitamina A e E Acqua Bella proporciona renovação celular, pois elimina as células mortas de sua superfície. A máscara de lama negra absorve todas as impurezas da pele. O resultado é uma pele mais macia, uniforme, lisinha, sedosa e renovada!

 

Além de proporcionar a renovação celular, a esfoliação estimula a produção de células novas com mais colágeno, tornando a pele mais hidratada, pois nossa fórmula é composta por Lipobead que são microesferas que proporcionam liberação gradual de Vitamina A e Vitamina E.

 

Benefícios do Detox Facial:

 

– Absorver impurezas que se depositam na superfície da pele;

– Desobstruir os poros, eliminando assim toxinas prejuciais à saúde cutânea;

– Absorver o excesso de oleosidade, sendo ideal para indivíduos com tendência à acne;

– Esfoliação cutânea, que por remover as células mortas estimula o crescimento de novas células, o que torna a pele mais macia e suave;

– Promover a limpeza diária da pele com ação energizante;

– Ação detoxificante e antipoluição.

Compartilhar:

post-42

 

A vitamina C é considerada um poderoso antioxidante, ela combate a ação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular; estimula a formação de colágeno, deixando a pele mais firme com menos rugas e linhas de expressão; diminui o impacto da radiação solar sobre a pele e tem efeito clareador, uma vez que regula e diminui a produção excessiva de melanina.

 

Desejosas de uma pele bonita e bem cuidada, mulheres têm investido na aplicação tópica da vitamina C, que, comprovadamente, demonstra eficácia, assim como o velho conhecido ácido retinoico. A vitamina C que tem a capacidade de hidratar e restaurar a pele ao primeiro sinal de envelhecimento.

 

Ela devolve a luminosidade à pele opaca. Dá brilho e quem usa exibe um ar de pele tratada.

 

Vitamina C como Despigmentante

 

Na prática dermatológica, ao se escolher um agente despigmentante é importante diferenciar dois caminhos de ação, um com agentes que serão tóxicos para o melanócito e outro com agentes que irão interromper processos chave da melanogênese. A Vitamina C encaixa-se nesse segundo grupo, interagindo com íons de cobre nos sítios de ativação da tirosinase, inibindo sua ação e diminuindo a formação de melanina. (Telang, 2013)

 

Vitamina C como Anti-Aging

 

Sua ação anti-oxidante, fotoprotetora, despigmentante e anti-inflamatória já coloca a Vitamina C entre um dos agentes rejuvenescedores mais eficazes, mas além disso ela também é essencial na biossíntese do colágeno. A aplicação tópica de Vitamina C induz a síntese de colágeno tipo I e III, atuando na remodelação e manutenção da matriz extracelular dérmica. (Crisanet al., 2015)

 

A Vitamina C atua como cofator para as enzimas lisil e prolilhidroxilases, responsáveis pela estabilização e cross-linking das moléculas de colágeno. Outro mecanismo é pela estimulação da peroxidação lipídica, e o produto desse processo, o malondialdeído estimula a expressão do gene do colágeno. Também atua diretamente na regulação da produção de colágeno ativando a transcrição da síntese e estabilizando o mRNA de procolágeno. (Telang, 2013)

 

Vitamina C como Anti-Inflamatório

 

A Vitamina C inibe o NF (Nuclear TranscriptionFactorKappa Beta), responsável pela ativação de diversas citocinas pró-inflamatórias como TNF- (Tumor NecrosisFactor Alpha) e as interleucinas IL1, IL6 e IL8. Levando-se em conta essas propriedades, ela pode ser utilizada no tratamento da acne e rosácea, além de poder prevenir processos de hiperpigmentação pós-inflamatória. (Telang, 2013)

 

Vitamina C como Fotoprotetor

 

Os radicais livres gerados pela exposição ultravioleta (UV) desencadeiam cascatas de reações que causam danos às células, como alterações químicas diretas ao DNA celular, à membrana celular e à proteínas como o colágeno. (Telang, 2013)

 

Ocorrem eventos celulares mediados por fatores de transcrição como o AP-1 (Activator Protein-1) que aumenta a produção de MMPs (Matrix Metalloproteinase), levando à quebra do colágeno. Também ocorre a indução do NF (Nuclear TranscriptionFactorKappa Beta) que produz diversos mediadores que contribuem para a inflamação e o envelhecimento cutâneo. (Telang, 2013)

 

A Vitamina C é igualmente efetiva contra os raios UVB e UVA, porém ela não absorve a luz UV, mas exerce ação fotoprotetora por neutralizar os radicais livres, ação essa não exercida pelos filtros UV. (Telang, 2013)

 

Já foi demonstrado em condições laboratoriais que a aplicação de Vitamina C reduz o eritema UVB-induzido, e essa ação é potencializada quando associada à Vitamina E que irá atuar nos compartimentos lipofílicos das células. (Burke, 2007)

 

Outro fato interessante é que, quando associada à formulações de filtros solares físicos, a Vitamina C aumenta a deposição dos minerais zinco e titânio na pele, podendo reduzir a necessidade de reaplicações. (Fathi-Azarbayjaniet al., 2013)

 

Fonte: http://www.ipupo.com.br/Noticia/Post/1014

 

 

Compartilhar:

11-1

 

O óxido nítrico (NO) é um radical livre gasoso, inorgânico, incolor, constituindo um dos mais importantes mediadores de processos intracelular e extracelular. É altamente lipofílico, sintetizado pelas células endoteliais, macrófagos e de alguns neurônios do cérebro. É também produzido por várias espécies celulares incluindo células epiteliais, nervosas, endoteliais e infamatórias. O óxido nítrico (NO) modula vários dos processos importantes para o desempenho do exercício físico, sendo de grande influência na fisiologia humana.

 

Evidências recentes indicam que a disponibilidade de NO pode ser aumentada através da suplementação com nitrato inorgânico (NO3 ) proveniente da beterraba. Devido aos possíveis riscos à saúde associados com o consumo de sais nitratos é importante que essa suplementação seja realizada através de produtos vegetais ricos em nitratos naturais, como o Nitrax.

 

O Nitrax é um extrato concentrado de beterraba, padronizado em 0,5% de nitrato natural, um teor seguro para suplementação de nitrato, capaz de promover melhoria no rendimento de esportistas iniciantes, através de um aumento da biodisponibilidade de NO.

 

O Nitrax é um ergogênico natural que reduz a pressão arterial em repouso, diminui o consumo de oxigênio no exercício submáximo (ou seja, aumenta a eficiência muscular) e potencializa o desempenho durante o exercício. Esses efeitos fisiológicos podem ser observados após 3 horas do consumo e mantidos por pelo menos 15 dias se a suplementação é continuada.

 

MECANISMOS E AÇÃO

O NO é normalmente gerado através da oxidação do aminoácido L-arginina em uma reação catalisada pela enzima óxido nítrico sintase (NOS), mas também pode ser obtido através da suplementação com nitrato. O Nitrax aumenta a produção de NO de forma independente da via da L-arginina. A produção ocorre através das enzimas oxido redutases, que fazem a redução do nitrato (NO3-) em nitrito (NO2-) e deste em óxido nítrico (NO). Esta via de obtenção é interessante principalmente em condições de baixa disponibilidade de O2 , como acontece com o músculo esquelético durante o exercício.

 

O NO é amplamente produzido em nosso organismo e desta maneira ajuda a regular diferentes funções, incluindo o sono, a imunidade, a saúde óssea, vários aspectos da saúde cardiovascular tais como a pressão arterial, entre outras. Todos esses aspectos auxiliam na melhora do desempenho durante a atividade física, mas mais especificamente o NO também é produzido por células que revestem os vasos sanguíneos, realizando a vasodilatação e diminuindo a resistência destes e aumentando o fluxo sanguíneo. Como resultado, há um aumento no fluxo de oxigénio e nutrientes que são entregues aos músculos e coração, o que lhes permite funcionar melhor com a mesma intensidade de exercício e acelera a recuperação muscular.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

  1. Lundberg JO, Weitzberg E, Gladwin MT. The nitrate-nitrite-nitric oxide pathway in physiology and therapeutics. Nat Rev Drug Discov. 2008 Feb;7(2):156-67.
  2. Andreas Zafeiridis. The Effects of Dietary Nitrate (Beetroot Juice) Supplementation on Exercise Performance: A Review. American Journal of Sports Science. Vol. 2, No. 4, 2014, pp. 97-110.
  3. Jones, AM. SSE #110: Nitrato na Dieta: A Nova Receita Mágica?. Gatorade Sports Science Institute. Disponível em: http://www.gssiweb.org/ pt-br/Article/sse-110-nitrato-na-dieta-a-nova-receita-m%C3%A1gica-
  4. LANSLEY, K.E. et al. Acute Dietary Nitrate Supplementation Improves Cycling Time Trial Performance. Medicine and Science in Sports and Exercise. 2011; 43(6):1125-1131.
  5. Cermak NM1, Gibala MJ, van Loon LJ. Nitrate supplementation’s improvement of 10-km time-trial performance in trained cyclists. Int J Sport Nutr Exerc Metab. 2012 Feb;22(1):64-71.
Compartilhar:

10

 

Pigmerise é um fitocomplexo natural, derivado de black pepper extract (Piper nigrum L.), em óleo resina, padronizado com alta concentração de alcaloides e óleos voláteis.  Não contém álcool na composição e permite aplicação em áreas sensíveis, como boca, área dos olhos e região genital, aumentando assim, a adesão dos pacientes ao tratamento

 

Sua fórmula representa um grande avanço sobre os atuais tratamentos de primeira escolha para Vitiligo, como psoralenos e quelina.

 

Mecanismo de Ação

– Pigmerise™ estimula a proliferação de melanócitos que se localizam profundamente na epiderme e aumenta a melanogênese;

– Protege o DNA celular e, por isso, não desencadeia o risco de desenvolvimento de melanoma;

– É seguro e eficaz com ou sem uso de exposição a radiação UV;

– A formulação de Pigmerise™ em Fitalite™ favorece uma absorção mais profunda do fitocomplexo, atingindo ativamente o melanócito.

 

Creme para repigmentação cutânea

– Pigmerise™ 20%

– Fitalite™ qsp 50 g

– Posologia: Aplicação tópica nas lesões, 1 vez à noite.

 

Recomendações de uso

– Aplicar uma fina camada à noite, suficiente para cobrir a extensão total da lesão;

– Para aplicação de outros produtos ou cosméticos, recomenda-se aguardar 20 minutos após a aplicação da formulação com Pigmerise™;

– Pela manhã, deve-se lavar bem o local tratado, pois Pigmerise™ também age como um bloqueador à radiação UV;

– Pode ocorrer sensação de queimação e eritema transitórios ao redor dos lábios e pálpebras (entre 5 e 30 minutos).

 

Observações:

– Pode causar ardência e eritema transitórios quando aplicado em regiões sensíveis como ao redor dos lábios e pálpebras (duração de 5 a 30 minutos);

– Pode manchar tecidos.

 

Eficácia e segurança nos distúrbios da hipopigmentação

Um estudo foi conduzido na Itália, durante 6 meses, com 75 pacientes de 18 à 53 anos, afetados por vitiligo com extensões variáveis entre 5% e 35% da superfície total da pele. A avaliação considerou 2 grupos de pacientes:

– Grupo A (32 pacientes): receberam creme com piperina + 3 sessões semanais (UVB 311nm) de fototerapia.

– Grupo B (43 pacientes): receberam somente creme com piperina.

 

Resultados :

 

vitiligo

vitiligo2

Fonte: https://br.fagron.com/sites/default/files/wysiwyg/pigmerise.pdf

Compartilhar:

9-5

 

Adipo-Trap® é um emagrecedor, remodelador e anticelulite. É um ingrediente ativo derivado do Sundew (Drosera Ramentacea), planta carnívora caracterizada por fitocomplexos com duas principais peculiaridades moleculares: secreção polissacarídica adesiva e metabólitos secundários com propriedades anti-inflamatórias e bioativas. Durante os ensaios in vitro, efetuados por meio de modelos de células pré-adipócitos e adipócitos, Adipo-Trap® foi capaz de reduzir a gordura por acumulação durante o processo de adipogênese e reduzir o tamanho dos adipócitos, mostrando efeito de lipólise eficiente.

 

In Vitro

– Reduz a acumulação de gordura durante a adipogênese.

– Reduz o tamanho de adipócito com efeito de lipólise.

 

 Ensaio Clínico 

– Efeito emagrecedor e remodelador: redução de 1,4cm de circunferência da coxa em2 semanas.

– Ação sobre a celulite em apenas 2 semanas.

– Reduz a dor relacionada à celulite em apenas 2 semanas.

 

Adipo-Trap®: a planta carnívora para remodelar o corpo

A Sundew é caracterizada por duas principais peculiaridades moleculares: secreção adesiva presente no flagelo e metabólitos secundários com propriedades anti-inflamatórias e bioativas. Essas duas frações foram estudadas especificamente para desenvolver um tratamento enzimático evidenciado para conseguir a recuperação completa de todo o fitocomplexo, num ativo que aja biologicamente a partir de um processo de bioliquefação.

 

Estas mucilagens são constituídas de ácidos polissacarídeos de alto peso molecular, fator crítico na produção das propriedades adesiva e obstáculo para a penetração na pele. Alguns tratamentos hidrolíticos estritamente controlados foram realizados de modo a atingir tamanhos moleculares específicos para estes tipos de polissacarídeos, a fim de permitir-lhes alcançar as camadas inferiores da pele e atuar com o suporte de bio materiais para melhorar as condições de pele afetada pela celulite.

 

Um número de tratamentos enzimáticos específicos também foi utilizado com o objetivo de liberar todos os metabólitos secundários, uma vez que alguns deles tais como os compostos de ácidos fenólicos, podem estar associados com as estruturas sólidas de paredes celulares, e os flavonóides, que podem estar em formas glicolizadas, sendo difíceis de extrair ou, biologicamente, insuficientemente ativo.

 

Adipo-Trap®: testes in vitro

A fim de avaliar a capacidade de Adipo-Trap® em intervir no metabolismo de lipídeos e no ciclo celular de adipócitos, foram realizadas algumas avaliações in vitro específicas. O modelo de linha celular utilizada foi 3T3- L1. Esta linha celular é um dos modelos mais comuns e confiáveis para o estudo da conversão dos pré-adipócitos em adipócitos. Os adipócitos obtidos no final do processo de diferenciação também são utilizados para avaliar o desempenho dos adipócitos, tratados sob diferentes condições.

 

 Adipogênese: estudos

O primeiro alvo da nossa avaliação foi a adipogênese, que envolve o processo de diferenciação de adipócitos a partir de pré-adipócitos. Para estes testes, as linhas celulares 3TL1 foram cultivadas de acordo com um protocolo padrão de diferenciação, a adição de 0,3% v / v de AdipoTrap® para a amostra tratada, para comparar com o não tratado como um processo de diferenciação típico. Adipo-Trap® foi absolutamente não citotóxico nas concentrações testadas para pré-adipócitos durante a adipogênese, portanto, qualquer efeito destacado por este teste é devido à modulação da via metabólica, e não à citotoxicidade.

 

Conforme mostrado na figura, no sétimo dia após a conclusão do protocolo de diferenciação, os adipócitos não tratados são totalmente diferenciados e estão exibindo algumas gotículas lipídicas características. As células tratadas com Adipo-Trap® também são completamente diferenciadas em adipócitos maduros, e o conteúdo de triglicérides é muito mais baixo do que a das células não tratadas.

 

Mesmo o processo de coloração, usado para colorir a gordura visível, não permite identificar a presença de grandes gotículas de triglicérides, apenas o conteúdo generalizado de gotículas de gordura muito pequenas.

 

Adipo-Trap® é, portanto, capaz de reduzir o acúmulo de gordura durante a adipogênese, o processo de diferenciação de pré-adipócitos para adipócitos.

 

 Lipólise: estudos

O segundo alvo da nossa experiência foi a capacidade do Adipo-Trap® em intervir sobre a quantidade de gordura que é armazenada em um adipócito. Para este conjunto de testes, adipócitos totalmente diferenciadas foram obtidos com o protocolo padrão de adipogênese. Adipócitos diferenciados, coletados no sétimo dia (T7), foram utilizado sem um estudo de lipólise. Os adipócitos foram incubados em meio de um crescimento padrão, com e sem Adipo-Trap®, na concentração de 0,3% v/v. Nestes testes o Adipo-Trap ® foi absolutamente não citotóxico para adipócitos, de modo que qualquer efeito destacado por este teste foi devido à modulação da via metabólica, e não à citotoxicidade. Como mostrado na figura, depois de 7 dias de incubação em um meio padrão, adipócitos não tratados foram acumulando triglicérides em grandes gotas que ocupavam todo o volume disponível da célula. Os adipócitos tratados com Adipo-Trap® a 0,3% v / v são menores do que os não tratados, mostrando um efeito de lipólise eficaz causado pelo produto que foi reduzindo, eficazmente, o teor de gordura na célula.

 

Em nossos testes in vitro, Adipo-Trap® foi capaz de reduzir o acúmulo de gordura nos adipócitos durante o processo de adipogênese, e reduziu o tamanho dos adipócitos, mostrando seu efeito de lipólise.

 

Medidas antropométricas

A medida da circunferência da coxa é tradicional nos tratamentos visando a redução de gordura subcutânea. As medições foram feitas utilizando uma fita flexível, calibrada e extensível em milímetros.

 

A circunferência da coxa foi avaliada. Para facillitar e padronizar as medidas antropométricas, cada paciente foi marcado, em T0. Os resultados obtidos durante o estudo no paciente foram relatados na figura ao lado. Os dados demonstram uma redução significativa da coxa da perna tratada com AdipoTrap® em comparação à coxa tratada com o outro veículo. Após 2 semanas de tratamento, houve redução da circunferência de 8,7% em relação ao veículo com cafeína e, após 4 semanas, a redução atingiu 12%.

 

Adipo-Trap® reduziu a circunferência da coxa em 1,4 cm em apenas 2 semanas, e 1,6 cm em 4 semanas, portanto, é capaz de agir rapidamente na redução da gordura subcutânea, tendo assim uma ação emagrecedora e de remodelação.

 

Tratamento de bolsas de gordura na região periorbital

Com o envelhecimento, a flacidez da pálpebra inferior leva à formação de eye bags, bolsas de gordura na região infraorbital. Mudanças na matriz extracelular e perda de colágeno e elastina causam a perda da estrutura de suporte e elasticidade.

 

A presença desta condição pode influenciar nas primeiras impressões, podendo ser uma fonte de estresse e afetando a autoestima.

 

O Adipo-trap atua na adipogênese com efeito lipolítico em adipócitos maduros e consequente redução das bolsas de gordura e melhora da firmeza da pele na região periorbital.

 

Indicação

– Redução da celulite e dor associada a ela.

– Remodelador e emagrecedor.

– Redução das bolsas de gordura na região infraorbital.

 

Referencias bibliográficas

Material do fabricante

– Phenbiox. Darwin C. “Insectivorous plants”, John Murray, London 1875. Ellison A. M., Gotelli N. J., Trends in Ecology & Evolution, Vol. 16 No. 11, 2001.

D’Amato P. “The savage garden”, Ten Speed Press, Berkeley 1998.

Gowda D. C. et al., Phytochemistry, Vol. 2 No. 9, 1982.

Lenaghan S. C. et al., Bioinspiration & Biomimetics, Vol. 6, 2011. Kivacik J. et al., Plant Physiology and Biochemistry, Vol. 52, 2012.

Krolicka A., et al., Enzyme and Microbial Technology, Vol. 42, 2008. Melzig M. F., et al., Phytomedicine, Vol. 8 No. 3, 2001.

Fukushima K., et al., Journal of Ethnopharmacology, Vol. 125, 2009. Lotti T., et al., Int J Dermatol, Vol. 29, 1990. Scherwitz C., et al., J. Dermatol Surg. Oncol. Vol. 4, 1978.

Rawlings A.V., International Journal of Cosmetic Science, Vol. 28, 2006.

 

 

Compartilhar:

9-4

 

O mel é um produto natural obtido a partir do néctar das flores e de excreções da abelha. Além de ser um ótimo adoçante natural, este alimento é cheio de benefícios porque conta com ação antimicrobiana, capaz de impedir o crescimento ou destruir micro-organismos e assim proteger contra doenças. Também conta com ação antioxidante e prebiótica, esta última modifica o balanço da microbiana intestinal, estimulando o crescimento e/ou atividade de micro-organismos benéficos. Por ser rico em carboidratos e açúcar o mel é ótima fonte de energia.

 

Benefícios do mel:

Bom para dor de garganta: Sua avó estava certa! Como o mel possui ação antimicrobiana, capaz de impedir o crescimento ou destruir micro-organismos, ele é interessante para aliviar a dor de garganta momentaneamente. Mas é importante ressaltar que não há nenhum estudo científico comprovando que o mel trate as causas desse sintoma, como uma faringite, por exemplo, e nem a evolução da doença relacionada a uma dor de garganta.

 

As características do mel que fazem com que ele tenha esta ação antibiótica são: o baixo ph, proporcionando um ambiente ácido que pode inibir o desenvolvimento de muito micro-organismos, pouca quantidade de água, que não proporciona condições favoráveis para o crescimento das bactérias. Além disso, o mel possui o ácido glucônico que contribui para a formação do peróxido de hidrogênio, um poderoso antibactericida.

 

Bom para problemas respiratórios: Pesquisas mostraram que bactérias causadoras de algumas doenças são sensíveis a ação antibacteriana do mel. Entre esses micro-organismos estão a Haemophilus influenzae, responsável por infecções respiratória e sinusites, Mycobacterium tuberculosis, que leva a tuberculose, Klebsiella pneumoniae e Streptococcus pneumoniae, que causa a pneumonia. Nesse caso, vale a mesma ressalva em relação à dor de garganta. O mel pode ajudar aliviando os sintomas e o desconforto, mas não promove a cura da doença em si. O tratamento dessas doenças, portanto, deve ser indicado por um especialista.

 

Bom para o intestino: O mel pode ser um importante aliado na manutenção da microbiota intestinal (conhecida como flora intestinal), que são bactérias benéficas que carregamos ali. Contribuindo assim para um melhor trânsito intestinal, a consistência normal das fezes, prevenção de diarreia e constipação.

 

Com a microbiota boa, quando a pessoa consumir fibras as bactérias do bem transformam as fibras em ácidos graxos de cadeia curta, que impedem que os micro-organismos ruins do intestino invadam a corrente sanguínea e se espalhem pelo nosso corpo, criando uma defesa indireta.

 

Todos estes benefícios ocorrem porque o mel possui carboidratos não digeríveis e oligossacarídeos que são prebióticos, ou seja, contribuem para a manutenção da microbiota intestinal. Além disso, pesquisas mostraram que bactérias causadoras de algumas doenças são sensíveis a ação antibacteriana do mel. Entre esses microrganismos estão: Escherichia coli, causadora de diarreia e infecções urinárias e Salmonella species, que pode levar a diarreia.

 

Bom para pele: O mel é rico em antioxidantes, como ácidos fenólicos, os flavonoides e os carotenoides. Por isso, o alimento contribui para a diminuição dos radicais livres e assim previne o envelhecimento precoce e contribui para a pele mais bonita e saudável. O mel pode ser ingerido ou utilizado em cosméticos como sabonetes e cremes. Ao ser passado na pele algumas pesquisas, entre elas uma da Universidade de Ouagadougou de Burkina Faso, observaram que o mel pode agir como cicatrizante de feridas e em casos de úlceras, queimaduras e abscessos na pele. Os micro-organismo staphylococcus aureus e salmonela typhimurium, ambos causadores de infecções em ferimentos, são sensíveis a ação antibacteriana do mel.

 

Ação antioxidante: Isto faz com que o mel ajude a diminuir os radicais livres e assim contribua para evitar o envelhecimento celular, proporcionando uma pele mais bonita e saudável e prevenindo doenças como o Alzheimer, cardiovasculares, entres outras. As substâncias presentes no alimento que proporcionam este benefício são: ácido glucônico, os ácidos fenólicos, os flavonoides, certas enzimas, como a glicose oxidase, catalase e peroxidase, ácido ascórbico, hidroximetilfurfuraldeído e carotenoides.

 

Diminui os riscos de infecção urinária: Alguns estudos apontaram que bactérias causadoras de certas doenças são sensíveis a ação antibacteriana do mel. Entre esses microrganismos estão a streptococcus faecalis, proteus species e pseudomonas aeruginosa, todas elas podem causar a infecção urinária.

 

Melhora o sono e ajuda a relaxar: O mel estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. O alimento é um carboidrato fonte de triptofano, um aminoácido precursor da serotonina, que é o hormônio responsável por baixar os níveis de estresse do organismo, melhorando o bem-estar. O mel tem uma função importante como regenerador da microbiota intestinal, quando combinado aos lactobacilos presentes no intestino. Sabe-se que mais de 90% da serotonina é produzida no intestino, portanto o mel ajuda a manter a integridade intestinal colaborando com uma melhor regulação neuro-endócrina, com mais serotonina e mais disposição e sensação de prazer.

 

Fonte: http://www.hinutrition.com.br/noticia.aspx?nid=208

Compartilhar:

post-39

 

CACTI-NEA™contribui para a eliminação do excesso de fluidos, sem a perda de minerais, aumenta a oxidação de gordura em tecido adiposo e diminui o peso e a gordura visceral.

 

Opuntia fícus é um cacto que cresce em regiões áridas e semiáridas da América, África e do mediterrâneo. O fruto desse cacto apresenta alta capacidade antioxidante in vitro e in vivo em diversos estudos, além de muitas propriedades benéficas á saúde humana.

 

 

 

Antiulcerogênico

 

Previne hipertrofia prostática

 

 

Antiviral

 

Antioxidante

 

 

Hepatoprotetora

 

Antibacteriana

 

Anticancerígeno

 

 

Antidiabética

 

Antiobesidade

 

Acredita-se que esses efeitos biológicos sejam oriundos de suas ricas características nutricionais, pois o fruto é uma fonte excelente de mineras (como cálcio, Magnésio, Selênio, Zinco, Potássio), vitamina C, carotenoides, aminoácidos (especialmente taurina), compostos flavonoides (kaempferol e quercetina), bem como os pigmentos betalanas.

 

As betalaínas estão presentes em plantas da ordem Caryophyllales, incluindo frutos de cactos e beterraba. Esses pigmentos são derivados do ácido betalâmicos e eles compreendem duas classes de compostos: as betacianinas e as betaxantinas. As primeiras proporcionam uma coloração vermelho-arroxeado aos alimentos e as últimas pigmentam os alimentos com um tom amarelo-alaranjado.

 

As betalaínas da beterraba são corantes naturais usados em produtos alimentícios, como: carne processada, sorvete, produtos de panificação, doces e iogurtes. Estudos recentes mostram que as betalaínas apresentam uma atividade antioxidante notável e promovem aumento da expressão gênica de enzimas envolvidas com reações de fase II de destoxificação, como glutationa-S-transferase e quinonas redutases.

 

Cacti-Nea™ é um extrato seco hidrossolúvel obtido a partir dos frutos do cacto Opuntia fícus indicapor um processo destinado a preservar as suas propriedades nutricionais e funcionais. È um pó solúvel padronizado, de coloração vermelho âmbar naturalmente rico em betalaína e indacaxantina, com a indacaxantina representando 65% a 85% do total de betalaínas. Diversos trabalhos que usam extrato seco do fruto de Opuntia fícus indicaem animais e humanos e mostram suas ações na obesidade e síndrome metabólica, incluindo:

 

– Diminuição da glicemia pós-prandial ou em testes de tolerância oral à glicose;

– Diminuição da presença de LDL-oxidada e marcadores de peroxidação lipídica em órgãos e na circulação sanguínea

– Aumento dos níveis circulantes de adiponectina – uma adipocina com efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes notáveis.

– Aumento da sensibilidade á insulina em tecidos insulino-sensiveis (principalmente fígado)

– Redução dos níveis plasmáticos de triacilglicerois e colesterol LDL pelo aumento da lipólise e a redução da lipogênese hepática;

– Redução do peso e da gordura corporal pelo aumento da oxidação de gordura no tecido adiposo;

– E finalmente, ação diurética considerável com aumento significativo do volume urinário, entretanto, sem interferir negativamente nos níveis plasmáticos de eletrólitos.  Essa ação diurética auxilia no controle da pressão arterial, na depuração do organismo e na retenção hídrica /edema. Acredita-se que seus efeitos diuréticos sejam provenientes de suas características nutricionais, pois a cacti-nea é rica em diversos nutrientes que estimulam a diurese, como potássio, magnésio, taurina e vitamina C.

 

Todos esses resultados reforçam seus benefícios múltiplos no tratamento de desordens associadas com a obesidade e síndrome metabólica.

 

↑Excreção urinária de acido úrico
↓TG

↑SREBP-1c e FAZ

↓síntese LDL em animais

↑Adiponectina (HDL)

 

 

Síndrome Metabólica
↑Oxidação de gordura em tecido adiposo

↓peso e gordura visceral em animais

Ação diurética-controla volemia e DC fonte de nutrientes vasodilatadores (Mg,K,Taurina)

 

 

 

 

↓50% TG hepático

↓Hepatomegalia

↓ALT, AST, GGT.

↑Oxidação do AG no fígado

↑GSH, CAT, SOD.

Melhora das respostas glicêmicas e insulinêmicas em GTT animais e humanos

 

 

Um trabalho recente também demonstrou efeitos interessantes da suplementação da Cacti-Nea em ratas histerectomizadas, fortalecendo seus efeitos na saúde da mulher e nas consequências da menopausa.

 

Função renal - Contém ↑ concentrações de nutrientes diuréticos (Mg, Vit C, Taurina)

– ↑Diurese, sem ↑ excreção urinária de K e Na.

– ↓retenção hídrica/inchaço

Gordura Abdominal - ↓ Expressão de enzimas lipogênicas

– ↑ Expressão de enzimas lipolíticas

– ↓ A concentração de gordura abdominal e peso em mulheres e ratas.

Saúde Óssea - Previne ↓ na DMO de ratas histerectomizadas no fêmur

– ↓ expressão de proteínas envolvidas com a reabsorção óssea (osteocalcina, fosfatase alcalina)

Envelhecimento - ↓marcadores de peroxidação lipídica

 

-↑GSH, GPx, CAT, SOD

 

-↓A oxidação de LDL

 

Para que a Cacti-Nea™proporcione suas ações benéficas, ela deve ser utilizada em doses de 1g a 2g/dia e preferencialmente em cápsulas pelas suas características organolépticas . Por seus efeitos diuréticos, os melhores horários de administração são de manha ou á tarde.

CONSULTE SEMPRE UM PROFISSIONAL HABILITADO À PRESCRIÇÃO.

 

Referencias bibliográficas

  1. Brahmi D. Bouaziz C. Ayed Y. Mansour HB, ZourguiL, bacha h, Chemopreventive effect of cactus Opuntia ficusindica on oxidative stress and genotoxicity of afltoxin b1. NutrMetab 2011; 8:73
  2. Stintzing FC, Carle R: Cactus stmas (Opuntia spp): a review on their chemistry. Technology, and uses, MolNutr food Res 2005, 49:175-194.

 

 

 

 

 

Compartilhar:

post-38

 

ZMA é uma fórmula de suporte mineral anabólico contendo sulfato de mono-L-metionina de zinco – uma forma altamente biodisponível de zinco, aspartato de magnésio e de zinco e vitamina B6.

 

ZMA otimiza a absorção e a disponibilidade de zinco e magnésio, que aumentam a força muscular. Além disso, ZMA aumenta os níveis de testosterona total e livre, IGF-1 (insulin-like growth factor) e também aumenta força e potência muscular em atletas treinados. Ambos, testosterona e IGF-1 são fatores anabólicos responsáveis por aumentar a função muscular e performance física. ZMA é o ingrediente de escolha para performance esportiva e processos de recuperação e regeneração do músculo.

 

O suporte nutricional é importante para a construção da base para músculos fortes, e para garantir a recuperação e o conforto muscular. Além disso, a manutenção da força muscular é vital para o envelhecimento saudável, pois ajuda a manter a condição física, a mobilidade e a qualidade de vida de acordo com a idade. O zinco e o magnésio são minerais importantes em muitas vias metabólicas e processos enzimáticos que afetam a força muscular, a função e a energia. A deficiência desses minerais pode afetar o desempenho e a recuperação muscular.

 

ZMA foi desenvolvido para otimizar a absorção e disponiblidade de zinco e magnésio para força, desempenho e recuperação muscular. E a adição de vitamina B6 à fórmula pode aumentar ainda mais a absorção e utilização desses minerais (zinco e magnésio).

 

Devido à eficácia documentada no aumento dos níveis de testosterona, esse suplemento é utilizado por milhares de atletas em todo mundo como uma alternativa segura e natural ao uso de pró-hormônios.

 

A falta de magnésio é uma das carências nutricionais mais comuns entre adultos saudáveis, especialmente mulheres e idosos. Isso é ainda mais comum entre os atletas que praticam musculação devido à grande perda desse nutriente durante os treinos com pesos.

 

As reservas de zinco e vitamina B6 são também consumidas durante os exercícios intensos. Em um estudo com 160 atletas, 23% dos homens e 43% das mulheres tiveram níveis baixos de zinco de forma significativa. O lado bom é que o ZMA pode agir contra essas deficiências e trazer benefícios reais em termos de performance e de saúde.

 

ZMA pode aumentar os ganhos musculares e a recuperação física da seguinte forma:

– Aumento da produção de hormônios anabólicos, tais como a testosterona, para ganhos de força  e de massa muscular;

– Melhora do relaxamento muscular durante o sono, o que pode ajudar no processo de recuperação do tecido muscular no pós-treino.

Pesquisas indicam que o ZMA pode ser útil nas seguintes situações:

– Câimbras e tensões musculares;

– Insônia e problemas do sono;

– Catabolismo;

– Níveis baixos de testosterona.

 

ZMA também mostrou sua importância no auxílio da melhora da qualidade do sono. Uma boa noite de sono é fundamental para promover a recuperação do tecido muscular e ativar a liberação de hormônio do crescimento (GH).

 

O corpo libera a quantidade máxima de GH a cada noite por volta de 90 minutos depois de dormir e, sendo assim, é fundamental que todos esses importantes minerais e elementos (zinco, magnésio e vitamina B6) estejam disponíveis para serem usados pelo organismo nessa hora.

 

De outra forma, ocorrerá a limitação da capacidade de aumentar a liberação de GH, que é o principal elemento responsável pelos ganhos musculares.

 

Se o indivíduo faz musculação ou pratica outra atividade esportiva, essa combinação de nutrientes é indispensável para atingir seus objetivos de performance e de ganhos musculares.

Benefícios:

– Elevada absorção e biodisponibilidade

– Aumenta a concentração sérica de testosterona em 33,5% e de IGF-1 em 3,6%

– Força muscular 5x maior

– Regeneração e recuperação muscular

– Suporte anabólico

– Diminui a concentração sérica do cortisol

– Ação antioxidante

– Modificação na composição corporal com redução de gordura

 

 

ZMA modifica a composição corporal com perda de gordura e aumento de massa muscular em um estudo randomizado, duplo-cego, controlado por placebo

Pesquisadores da Universidade de Baylor realizaram um estudo de ZMA em 24 atletas de modalidades aeróbias para verificar os efeitos de ZMA® em hormônios anabólicos e na função muscular e estado de zinco e magnésio. Os jogadores tomaram ZMA® (o equivalente a 30mg de zinco, 450mg de magnésio, 11 mg de Vitamina B6 e 10 mg de potássio) ou um placebo noturno durante um período de oito semanas. Os autores observaram que os indivíduos que tomaram o ZMA® apresentaram um a redução de gordura corporal e aumento de massa muscular.

 

INDICAÇÕES:

ZMA® é indicado para a nutrição esportiva, especialmente para aumentar a força muscular nos atletas. ZMA® também pode ter efeito positivo sobre o desempenho físico, força e recuperação em idosos. Pode ser usado por homens e mulheres.

 

Recomenda-se tomar o ZMA® com o estômago vazio, de 30 a 60 minutos antes de deitar para dormir. A recuperação, reparação tecidual e crescimento muscular são mais elevados durante o sono. Portanto, tomar ZMA® na hora de dormir pode ajudar a otimizar esses processos.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Bohl CH, Volpe SL. Magnesium and exercise. Crit Rev Food Sci Nutr. 2002;42:533-563.

Finstad EW, Newhouse IJ, Lukaski HC, Mcauliffe JE, Stewart CR. The effects of magnesium supplementation on exercise performance. Med Sci Sports Exerc. 2001;33:493-498.

Williams MH. Dietary supplements and sports performance: minerals. J Int Soc Sports Nutr. 2005;2:43-49.

Lynch GS, Schertzer JD, Ryall JG. Anabolic agents for improving muscle regeneration and function after injury. Clin Exp Pharmacol Physiol. 2008;35:852-858.

Bhasin S, Storer TW, Berman N, et al. The effects of supraphysiologic doses of testosterone on muscle size and strength in normal men. N Engl J Med. 1996;335:1-7.

Rosado JL, Munoz E, Lopez P, Allen LH. Absorption of zinc sulfate, methionine, and polyascorbate in the presence and absence of a plant based rural Mexican diet. Nutr Res. 1993;13:1141-1151.

Wedekind KJ, Horton AE, Baker DH. Methodology for assessing zinc bioavailability: efficacy estimates for zinc methionine, zinc sulfate and zinc oxide. J Anim Sci. 1992;70:178-187.

Spears JW. Zinc methionine for ruminants: relative bioavailability of zinc in lambs and effects of growth and performance of growing heifers. J Anim Sci. 1989;67:835-843.

Bagchi D, Bagchi M, Stohs SJ. Comparative in vitro oxygen radical scavenging ability of zinc methionine and selected zinc salts and antioxidants. Gen Pharmacol. 1997;28:85-91.

Bagchi D, Vuchetich PJ, Bagchi M, et al. Protective effects of zinc salts on TPA-induced hepatic and brain lipid peroxidation, glutathionine depletion, DNA damage and peritoneal macrophage activation in mice. Gen Pharmacol. 1998;30:43-50.

Lukaski HC. Magnesium, zinc, and chromium nutriture and physical activity. Am J Clin Nutr. 2000;72:585S-593S.

Haralambie G. Serum zinc in athletes in training. Int J Sports Med. 1981;2:135-138.

 

Compartilhar:

post-37

 

Sabia que isto está cada vez mais possível nos dias de hoje, quando falamos da medicina funcional? Você tem a mesma energia, disposição de quando tinha seus 20 anos? Recupera-se tão bem de uma noitada como antes? Sente-se mais estressado e cansado?

 

Sabia que tudo isso tem relação com os nossos níveis hormonais? A partir dos 30 anos, praticamente quase todos os nossos hormônios como: Testosterona, Estradiol, Progesterona, Pregnenolona, Hormônio do Crescimento (GH), DHEA, hormônios tireodianos; todos tendem ao declínio, e consequentemente começam-se a se tornar muito mais frequentes inúmeras patologias.

 

E para termos uma Longevidade Saudável, não tem segredo: precisamos dos nossos 3 “pilares” da saúde bem estruturados e funcionantes:

– Modulação Hormonal

– Atividade Física

– Nutrição (alimentação + suplementação)

 

Como estão seus níveis hormonais? Qual foi a última vez que chegou a dosar seus hormônios? Está praticando atividade física regular? Qual a melhor para a sua saúde: HIT ?Endurance? Musculação? Treino de cardio?

 

E como anda a sua alimentação? Está ingerindo a quantidade certa de proteína, carboidrato, gordura? Você sabe se o seu prato contém alimentos saudáveis e/ou alimentos prejudiciais a sua saúde? Nós literalmente somos aquilo que comemos.

 

Venha fazer uma avaliação, tirar todas essa dúvidas e consequentemente, ter uma vida mais saudável!!!

 

Por: Dr. Victor César Scorsolin

CRM SP 174403

@victorscorsolin

Compartilhar:
Perfil
Mona Lisa Bevilacqua

Empresária, Graduada em Farmácia Industrial, Pós-graduada
em Manipulação Magistral Alopática, MBA em
Cosmetologia e
com cursos de
cosméticos realizados
em Paris e Mônaco.
Saiba Mais
Chat Online
LiveZilla Live Chat Software
LiveZilla Live Chat Software
Horários de atendimento para Orçamento Online:
De seg. a sex. das 08h às 18h.
Sábado. das 08h às 13h.
Newsletter
Fique por dentro das novidades.
Loja Virtual
Mais Acessados


Contato

34 3331-0500
Avenida Santos Dumont, 1050
Uberaba / MG - CEP 38060-600
Sobre o Blog

Este é um canal de comunicação da Farmácia AcquaBella com todos os nossos públicos: Clientes, Colaboradores, Sociedade e Fornecedores.
Farmácia AcquaBella © Todos direitos reservados 2014.