Eixo Intestino-Cérebro-Pele: Relação Entre Microbiota Intestinal e Acne

O instestino é um tubo clínico que se estende do piloro até o anus. Como funções básicas, o intestino é um órgão especializado em digestão, absorção e excreção de alimentos, mas que nos últimos anos tem sido ressaltado outras funções como imunológica, endócrina, nervosa, motora e sua relação com a pele, contuto na acne que vamos ressaltar no texto.

 

rodape_post

 

 

A microbiota intestinal é denominda por bactérias anaeróbias, as quais superam as bactérias aeróbias e anaeróbias facultativas, essas bactérias são essenciais, desempenham diversas funções que garantem a homeostasia do organismo humano. Fatores ambientais e de estilo de vida são responsáveis por alterações na sua composição, são eles, uso de medicamentos, estresse e fadiga, envelheciemnto, infecções de repetição, dieta, toxinas ambientais e álcool.

 

 

 

– Os pesquisadores John H. Stokes e Donald M. Pillsbury foram os primeiros a propor um mecanismo gastrointestinal para a sobreposição entre a depressão, a ansiedade e as doenças da pele, tais como a acne.

 
– Stokes e Pillsbury hipotetizaram que os estados emocionais podem alterar a microflora intestinal normal, aumentar a permeabilidade intestinal e contribuirempara a inflamação sistêmica.

 

– A integridade funcional e a microbiota residente do trato intestinal podem desempenhar um papel de mediação na inflamação da pele.

 

– A capacidade da microbiota intestinal e dos probióticos orais em influenciar a inflamação sistêmica, o estresse oxidativo, o controle glicêmico, o conteúdo de tecido adiposo e até mesmo o humor, pode ter implicações importantes na acne.

 

– De acordo com Bowe e Logan, relação entre os estados emocionais -preocupação, depressão e ansiedade – e a função do trato gastrointestinal alterada, mudanças que provocam alterações na flora microbiana, ocorrendo permeabilidade intestinal e com isso as endotoxinas alcançam a circulação sistêmica provocando o aumento do processo inflamatório e oxidativo, ou seja, inflamação local e sistêmica (pele). Em indivíduos geneticamente suscetíveis à acne vulgar, essa cascata aumenta a probabilidade de produção sebácea, exacerbação da acne e estresse psicológico adicional.

 

– Os probióticos e os antimicrobianos podem exercer função “reguladora” sobre esse ciclo em nível intestinal; no entanto, estudos mais recentes têm privilegiado o uso de probióticos que promovem melhoria clínica em 80% dos pacientes e que ainda traz outros benefícios para o organismo.
 

Probióticos Podem Prevenir Infecções da Acne

O uso oral de probióticos pode regular a liberação de citocinasinflamatórias dentro da pele, e uma redução específica em interleucina-1 alfa (IL-1-a) seria, certamente, um potencial benéfico no tratamento da acne. Além disso, a utilização de probióticos encapsulados orais tem o potencial de alterar a microbiota em locais além do trato gastrointestinal.
 

adfef

Compartilhar:
Perfil
Mona Lisa Bevilacqua

Empresária, Graduada em Farmácia Industrial, Pós-graduada
em Manipulação Magistral Alopática, MBA em
Cosmetologia e
com cursos de
cosméticos realizados
em Paris e Mônaco.
Saiba Mais
Chat Online
LiveZilla Live Chat Software
LiveZilla Live Chat Software
Horários de atendimento para Orçamento Online:
De seg. a sex. das 08h às 18h.
Sábado. das 08h às 13h.
Newsletter
Fique por dentro das novidades.
Loja Virtual
Mais Acessados


Contato

34 3331-0500
Avenida Santos Dumont, 1050
Uberaba / MG - CEP 38060-600
Sobre o Blog

Este é um canal de comunicação da Farmácia AcquaBella com todos os nossos públicos: Clientes, Colaboradores, Sociedade e Fornecedores.
Farmácia AcquaBella © Todos direitos reservados 2014.