A cirurgia de aumento das mamas é uma das mais frequentes na atualidade. Teve seu início na década de 60 e a sua evolução associada a melhorias na qualidade de fabricação das próteses, como características da superfície ( lisas, texturizadas ou de poliuretano ), preenchimento do material ( salinas ou gel de silicone ), formato ( anatômico, redondo ou cônico ) e projeção ( baixa, alta, extra-alta ).

 

plastica-silicone-seio-mama-20120509-size-620

 

Muitas informações são válidas para as pacientes pretendentes a esta modalidade de cirurgia:
1) normalmente não interferem com a amamentação, uma vez que a unidade anatômica para este ato permanece íntegra ( glândula mamária e ductos );

 

2) Mesmo sendo portadora de próteses, a mulher pode fazer seus exames radiológicos de mama normalmente ( ultrassom, mamografia e ressonância magnética);

 

3) O material ( silicone ), é compatível com o corpo humano e não é somente utilizado em cirurgia plástica. Áreas como oftalmologia ( correção de altos graus de miopia por ceratocone ), cardiologia ( substituição de válvulas cardíacas ), cirurgias bariátricas – para emagrecimento – dentre outras, lançam mão do material, por isso não se emprega o termo REJEIÇÃO para a prótese;

 

4) Apesar da prótese ter uma validade por vários anos ( empresas e alguns profissionais preferem usar o termo DEFINITIVAS ), a cirurgia tem uma meia vida influenciada por fatores como ganho e perda de peso, hormônios, gestação, amamentação, efeito da gravidade e outros;

 

5) O índice de satisfação é alto e o de complicações, felizmente baixo, porém não existe risco zero e nem plena satisfação com o resultado. Alterações como estrias, distúrbios de sensibilidade, coleções de sangue ( hematomas ), infecções e contraturas capsulares ( endurecimento do tecido que se forma ao redor das próteses ) e cicatrizes inestéticas, podem acontecer. Neste momento o bom relacionamento médico – paciente é fundamental para melhor resolução do problema;

 

6) A forma de condução da cirurgia quanto ao local ( hospital ou clínica ), tipo de anestesia ( local, peridural ou geral ), posicionamento da incisão ( corte ), devem ser discutidas com o profissional que a paciente escolheu;

 

7) O melhor momento para a cirurgia leva em consideração diversos fatores que vão desde a maturidade física e emocional até o real problema ( mamas pequenas – hipomastia – flácidas ou ausentes por retirada por câncer );

 

8) Por fim, entenda que cirurgia plástica é com o cirurgião plástico e não subestime sua segurança em razão do baixo custo. Fonte: www.drmanoel.com.br

 

rodape_post_manoel

Compartilhar:
Perfil
Mona Lisa Bevilacqua

Empresária, Graduada em Farmácia Industrial, Pós-graduada
em Manipulação Magistral Alopática, MBA em
Cosmetologia e
com cursos de
cosméticos realizados
em Paris e Mônaco.
Saiba Mais
Chat Online
LiveZilla Live Chat Software
LiveZilla Live Chat Software
Horários de atendimento para Orçamento Online:
De seg. a sex. das 08h às 18h.
Sábado. das 08h às 13h.
Newsletter
Fique por dentro das novidades.
Loja Virtual
Mais Acessados


Contato

34 3331-0500
Avenida Santos Dumont, 1050
Uberaba / MG - CEP 38060-600
Sobre o Blog

Este é um canal de comunicação da Farmácia AcquaBella com todos os nossos públicos: Clientes, Colaboradores, Sociedade e Fornecedores.
Farmácia AcquaBella © Todos direitos reservados 2014.