Destaques

 

A metenolona é um esteróide anabólico androgênico, sintetizado em 1960, obtido através de modificações estruturais da molécula de testosterona.¹

Figura 1 – Estrutura química do acetato de metenolona.  Fonte: PubChem, 2018.

Estas alterações são introduzidas na molécula de testosterona, de forma a maximizar os efeitos anabólicos e minimizar os efeitos androgênicos dos esteróides anabólicos androgênicos.

Os EAA são responsáveis pela retenção de nitrogênio e aumento do volume e força muscular, bem como recuperação deste tecido. ²

Comercialmente, a metenolona ficou conhecida como Primobolan e a via de administração inicialmente utilizada era a injetável, na forma de enantato de metenolona, sendo utilizada para reduzir a perda de massa muscular associada a diversas patologias e ao processo de envelhecimento (sarcopenia), no tratamento de osteoporose e de anemias aplásicas

A adição de um grupo metil ao carbono C-1 da estrutura base da molécula de testosterona confere atividade pela via oral à metenolona, caracterizando assim o acetato de metenolona.²

Diferente dos demais esteróides anabolizantes comumente conhecidos, como oxandrolona e estanozolol, o acetato de metenolona não é um esteróide 17 alfa alquilado (17 aa), de forma a apresentar um perfil de hepatotoxicidade muito baixo em comparação aos 17 aa.4

Além disso, o acetato de metenolona caracteriza – se por poucas propriedades androgênicas e por não sofrer aromatização, razão pela qual no passado foi utilizado também no tratamento do câncer de mama.5

ACETATO DE METENOLONA E TRATAMENTO DA ANEMIA APLÁSICA

A anemia aplásica é caracterizada pela supressão da função da medula óssea, resultando em pancitopenia progressiva, ou seja, uma diminuição nos elementos celulares sanguíneos, como eritrócitos, leucócitos e plaquetas.6

Em geral, esteróides anabolizantes androgênicos são utilizados na terapêutica de diferentes tipos de anemias refratárias aos tratamentos convencionais. Dentre estes, a oximetolona, de

nome comercial Hemogenin, tem seu efeito bem documentado em anemias, em função do potencial aumento do número de elementos figurados do sangue. Contudo, a oximetolona apresenta severa hepatoxicidade, o que pode limitar e comprometer o seu uso.

Neste sentido, o acetato de metenolona apresenta eficácia terapêutica semelhante à oximetolonona no tratamento de anemias, apresentando, contudo, menor toxicidade hepática.7

Tem sido demonstrado também que a administração de acetato de metenolona a pacientes adultos portadores de anemias aplásicas demonstrou efeito superior ao tratamento com testosterona, com índices de remissão correspondentes a 50 a 70% e 5 a 40%, espectivamente. 8

ACETATO DE METENOLONA E PROPRIEDADES ANABÓLICAS

O acetato de metenolona se liga com significativa afinidade ao receptor androgênico (RA), especialmente àqueles expressos na musculatura esquelética. 9

Quando administrado via oral para pacientes com hipogonadismo primário, o acetato de metenolona demonstrou ser seis vezes menos andrógeno do que propionato de testosterona e em torno de três vezes mais anabólico do que a metiltestoterona, igualmente derivados da testosterona. 10

O acetato de metenolona é um esteróide pouco androgênico, moderadamente anabólico, com bons efeitos sobre a composição corporal. Por não sofrer aromatização, seu uso não costuma ser acompanhado por ginecomastia. Os ganhos de massa pela administração de acetato de metenolona costumam ser de boa qualidade, com pouca ou nenhuma retenção de água. Além disso, a metenolona é um dos EAA que menos suprime a produção de gonadotrofinas e testosterona, sendo por vezes, considerada por alguns especialistas como um dos EAA mais seguros para fins estéticos. 11

 

SUGESTÃO POSOLÓGICA:

Uso oral

HOMENS: 100 a 150 mg ao dia

MULHERES: 20 a 30 mg ao dia

* Insumo constante da Portaria 344/98 – Lista C5

Este insumo deve ser utilizado sob orientação médica.

 

LITERATURAS PESQUISADAS

  1. Schanxer W, Domke M. Metabolism of anabolic steroids in man : synthesis and use of reference substances for identification of anabolic steroid

metabolites. 1993;275:23-48.

  1. Kicman AT. Pharmacology of anabolic steroids. Br J Pharmacol. 2008;154(3):502-521. doi:10.1038/bjp.2008.165
  2. KENNEDY BJ, YARBR JW. EFFECT OF METHENOLONE ENANTHATE (NSC-64967) IN ADVANCED CANCER OF THE BREAST. 1968.
  3. MARQUARDT GH, LOGAN CE, TOMHAVE WG, DOWBEN RM. FAILURE OF NON-17-ALKYLATED ANABOLIC STEROIDS TO PRODUCE ABNORMAL LIVER

FUNCTION TESTS. J Clin Endocrinol Metab. 1964;24:1334-1336. doi:10.1210/jcem-24-12-1334

  1. Hartmann F, Pompecki R, Desaga U, Frahm H. [Anabolic therapy in metastatic breast cancer]. Med Klin. 1981;76(24):689-691. http://www.ncbi.nlm.

nih.gov/pubmed/7311930. Accessed October 18, 2018.

  1. Miano M, Dufour C. The diagnosis and treatment of aplastic anemia : a review. Int J Hematol. 2015:527-535. doi:10.1007/s12185-015-1787-z
  2. Lockner D. Treatment of Refractory Anemias with Methenolone. 1979;(5):97-101.
  3. Palva IP, Wasastjerna C. Treatment of Aplastic Anaemia with Methenolone. 1972.
  4. Saartok T, Dahlberg E, Gustafsson JÅ. Relative binding affinity of anabolic-androgenic steroids: Comparison of the binding to the androgen receptors

in skeletal muscle and in prostate, as well as to sex hormone-binding globulin. Endocrinology. 1984;114(6):2100-2106. doi:10.1210/endo-114-6-2100

  1. Goudreault D, Massé R. Studies on anabolic steroids-4. Identification of new urinary metabolites of methenolone acetate (primobolan®) in human

by gas chromatography/mass spectrometry. J Steroid Biochem Mol Biol. 1990;37(1):137-154. doi:10.1016/0960-0760(90)90383-V

  1. William Llewellyn. Anabolics E-Book Edition (English Edition).; 2011.
Compartilhar:

 

Na forma de filme orodispersível, a melatonina apresenta rápida absorção, pois cai direto na corrente sanguínea, não havendo metabolismo de primeira passagem, podendo ser 100% aproveitado na sua forma ativa e proporcionando efeito mais rápido.

Benefícios da Melatonina:
– Regulação do sono e do ritmo circadiano;
– Reduz estresse oxidativo;
– Coadjuvante terapêutico em doenças neurológicas e degenerativas (como doenças do espectro do autismo (TEA) e síndrome de déficit de atenção e hiperatividade);
– Capaz de sincronizar circadianamente muitas funções do organismo. Por isso usada na correção dos distúrbios causados pelo “jet-lag”;
– Diminui a pressão arterial;
– Beneficia a saúde do coração;
– Pode ser usado para prevenção e tratamento da enxaqueca;
– Pode melhorar a função da insulina;
– Melhorar a função da tireóide.

Compartilhar:

 

 

Diga adeus a retenção de líquido!

O Drenachá é uma mistura de extratos de ervas fitoterápicas diuréticas que irão acabar de vez com aquela retenção que te deixa sem definição e inchada no final do dia.

Além de ser zero açúcar, o Drenachá vem em sachês. Assim, você pode levar para o trabalho, academia e até na viagem.

Composição: Chá Verde, Carqueja, Gengibre, Clorella e Hibiscus.
Sabor Limão.
Embalagem com 30 sachês.

Fórmulas e posologias dentro dos padrões usuais e desenvolvidos por profissional habilitado. 

Evite a automedição!

Consulte sempre um profissional habilitado à indicação. Se persistirem os sintomas procure um médico ou farmacêutico.

 

 

Compartilhar:

 

Ostarine foi desenvolvido com o intuito de prevenir e tratar a perda de massa muscular. Pode ser utilizado também
na reposição da testosterona, para tratamentos de sarcopenia e atrofia. Além disso, exerce os seus efeitos
anabólicos, quase que exclusivamente, no tecido muscular, demonstrando ser uma excelente opção para
praticantes de musculação, atletas de fisiculturismo e atletas fitness.

  • Atividade anabólica em receptores androgênicos específicos
  • Não apresenta atividade androgênica em tecidos não musculares (vantagem em comparação a testosterona e esteroides anabolizantes)
  • Eficiente em manter e aumentar a massa magra
  • Crescimento muscular
  • Aumento força
  • Maior resistência
  • Maior efeito na queima de gordura
  • Desempenho funcional
  • Densidade óssea
  • Efeito recomposição / recomp

 

Estrutura química

Ostarine se liga com o receptor androgênico, como muitos hormônios fazem, mas diferente dos anabolizantes
sintéticos, faz a sua ligação de uma maneira mais seletiva e sem gerar efeitos colaterais como os esteroides, como
crescimento da próstata, acne, ginecomastia e sem alterações na pressão sanguínea.

Atua também na cicatrização de lesões – ótimo recuperador muscular pós-treino físico intenso.

Vantagens Ostarine comparado a esteroides

  • Não é metilado, portanto não é tóxico ao fígado nem altera a pressão sanguínea.
  • Alguma supressão pode estar presente em doses maiores do que 25mg por mais de 4 semanas, entretanto a TPC usando tamoxifeno ou clomifeno é desnecessária
  • Alta biodisponibilidade sem danos a questão hepática
  • Ótima sensação de bem estar
  • Sem necessidade de ficar longos períodos entre um ciclo e outro
  • Não apresenta propriedades androgênicas em tecidos que não sejam musculares
  • Anabólico até em doses de 3mg
  • Ótimo para força, ganhos secos e para recomposição
  • Ótimo para resistência (aeróbica ou anaeróbica)
  • Meia vida de 24 horas – apenas uma dose diária

Mecanismo de ação

Liga-se ao receptor androgênico e demonstra atividade seletivamente anabólica no tecido ósseo e muscular. Não
exerce atividade androgênica em tecidos musculares não esqueléticos. A ligação e ativação do receptor de
andrógeno modifica a expressão de genes e estimula a síntese de proteínas, promovendo aumento do músculo.

Promove o crescimento muscular semelhante aos esteroides anabolizantes, sem os efeitos colaterais dos mesmos.

Ostarine exerce seu efeito em tecido muscular quase que exclusivamente.

Portanto, não só serve como tratamento de uma ampla gama de doenças que causam perda muscular (desde
doenças relacionadas ao envelhecimento, estados de extremo enfraquecimento (caquexia), causados por câncer,
osteoporose), mas também tem um potencial imenso na construção de massa magra, além de minimizar atrofia muscular durante períodos de recuperação de cirurgias ou situações similares.

Tempo de meia vida: É de 24 horas, logo, sua administração se faz necessária apenas uma vez ao dia
preferencialmente com o estômago vazio logo pela manhã.

Contra indicações: Diabéticos.

Efeitos colaterais

Aumento do apetite, fadiga, dores de cabeça, supressão de testosterona em curto prazo (em altas doses).

Ostarine não aromatiza, conferindo todos seus efeitos a receptores androgênicos e não para conversão
metabólica para andrógenos e estrógenos ativos. Entretanto, exames de sangue de usuários mostraram uma
pequena elevação nos níveis de estradiol (o que pode ser um dos fatores de sua grande eficácia para tratamento de
tendões, ligamentos e lesões ósseas). Essa elevação é extremamente pequena, porém deve ser monitorada.

Caquexia

Também conhecida como perda de massa muscular, caracterizada por uma perda de pelo menos 5% do peso
corporal – acompanhada de atrofia do tecido muscular e adiposo, fadiga, fraqueza e, frequentemente, perda de
apetite –, a caquexia é uma complicação comum entre portadores de doenças crônicas como câncer, AIDS, insuficiência cardíaca e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

A perda e o desgaste muscular ocorrem com o envelhecimento e em múltiplos estados de doença. Os
moduladores seletivos de receptores de androgênios não-esteróides são uma nova classe de agentes anabólicos
que se ligam ao receptor de androgênio e exibem seletividade de tecido.

Ostarine é um modulador seletivo do receptor androgênico não esteroidal que possui efeitos anabólicos
seletivos de tecido no músculo e osso, enquanto poupa outros tecidos androgênicos relacionados ao crescimento
de pêlos em mulheres e efeitos na próstata em homens. Ostarine demonstrou efeitos promissores em estudos
pré-clínicos e perfis de segurança e farmacocinéticos favoráveis.

ESTUDO

Estudo clínico duplo-cego de 12 semanas, controlado com placebo, de fase II, foi conduzido para avaliar Ostarine
em 120 homens idosos saudáveis (> 60 anos de idade) e mulheres na pós-menopausa. O desfecho primário foi a
massa corporal magra total avaliada por absortometria de raio X de dupla energia, e os desfechos secundários
incluíram função física, peso corporal, resistência à insulina e segurança.

RESULTADOS

O tratamento com Ostarine resultou em aumentos dependentes da dose na massa corporal magra total que
foram estatisticamente significativos (P <0,001, 3 mg versus placebo) e clinicamente significativos. Houve também
melhorias significativas na função física (P = 0,013, 3 mg vs. placebo) e resistência à insulina (P = 0,013, 3 mg vs. placebo). A incidência de eventos adversos foi semelhante entre os grupos de tratamento.

CONCLUSÃO

Ostarine demonstrou melhora na massa corporal magra total e função física e foi bem tolerado. Ostarine pode ser
útil na prevenção e/ou tratamento da perda de massa muscular.

Em doses de 3mg, Ostarine aumentou a massa corporal magra em 1,4 kg. Efeito estatisticamente significativo.

Além disso, Ostarine melhorou o desempenho em subir escadas. Os indivíduos do ensaio não fizeram nenhum
treinamento. A massa gorda no grupo de 3 mg também diminuiu ligeiramente, em 300 g. E isso também foi
estatisticamente significativo.

Observações
É dopping classificado como outros agentes anabolizantes.

 

Sugestão de Fórmulas

Ostarine………….25mg
Tomar pela manhã 1 cápsula em jejum com água.
Ciclo de 4 a 6 semanas.

Pausa de 2 semanas de descanso.

Duo Potencializador

Ibutamoren mesilato…….20mg
Ostarine…………………………….10mg pela manhã

90 minutos antes de dormir
Tomar 1 cápsula pela manhã de ostarine e 1 cápsula de ibutamoren mesilato à noite.
Ciclo de 4 semanas.

Prevenção de lesões em tendões e ligamentos

Ostarine……….12,5mg
OxLemon®…..400mg
Tomar 1 cápsula dia

Referências

J Cachexia Sarcopenia Muscle. 2011 Sep;2(3):153-161. Epub 2011 Aug 2.
The selective androgen receptor modulator GTx-024 (enobosarm) improves lean body mass and physical function in healthy elderly men and postmenopausal women:
results of a double-blind, placebo-controlled phase II trial.
Dalton JT1, Barnette KG, Bohl CE, Hancock ML, Rodriguez D, Dodson ST, Morton RA, Steiner MS.

Dalton, J. T.; Barnette, K. G.; Bohl, C. E.; Hancock, M. L.; Rodriguez, D.; Dodson, S. T.; Morton, R. A.; Steiner, M. S. The selective androgen receptor modulator GTx-024
(enobosarm) improves lean body mass and physical function in healthy elderly men and postmenopausal women: results of a double-blind, placebocontrolledphase II trial. J.
Cachexia Sarcopenia Muscle 2011, 2, 153−161.

Nonsteroidal selective androgen receptor modulators (SARMs): dissociating the anabolic and androgenic activities of the androgen receptor for therapeutic benefit. J Med
Chem. 2009;52(12):3597–3617.

Effects of enobosarm on muscle wasting and physical function in patients with cancer: a double-blind, randomised
controlled phase 2 trial. Adrian S Dobs, Ralph V Boccia, Christopher C Croot, Nashat Y Gabrail, James T Dalton, Michael L Hancock, Mary A Johnston, Mitchell S Steiner

Optimizing Ligand Efficiency of Selective Androgen Receptor Modulators (SARMs). Anthony L. Handlon,* Lee T. Schaller, Lisa M. Leesnitzer,† Raymond V. Merrihew, Chuck
Poole, John C. Ulrich, Joseph W. Wilson, Rodolfo Cadilla, and Philip Turnbull‡

Fabricante.

 

 

 

Compartilhar:

 

Com o tempo, homens e mulheres perdem a massa magra, força e contração dos músculos, geralmente devido ao rompimento de fibras musculares tipo 2. Ligandrol é um suplemento esportivo não esteroidal, de uso oral, que estimula a testosterona como um modulador seletivo de receptor de androgênio (SARM). Promove aumento significativo na massa magra corporal, com ação anti-catabólica, crucial por promover menos degradação muscular entre os treinos. Apresenta menos efeitos colaterais do que os esteroides anabolizantes, como inchaço e rompimento de tecidos. Ainda há estudos evidenciando que Ligandrol aumenta a densidade mineral óssea, podendo ser aplicado em tratamentos de osteoporose. LGD-4033 pode ser administrado por muito mais tempo do que as substâncias esteroides orais, devido sua segurança e alta eficácia.

 

MECANISMO DE AÇÃO

Ligandrol é um modulador seletivo do receptor do andrógeno (AR), um SARM não esteroidal, de uso oral, que une-se ao AR com afinidade alta (Ki de ~1 nanômetro) e seletividade. LGD-4033 foi desenvolvido para produzir os benefícios terapêuticos da testosterona com segurança, tolerabilidade melhorada e melhor aceitação do paciente devido ao mecanismo tecido-seletivo da ação. Pode ser aplicado para tratar o desperdício do músculo associado com o câncer e perda muscular relativa à idade.

FARMACOCINÉTICA

LGD-4033 apresenta uma prolongada meia-vida (24–36 horas), exposição sistêmica proporcional à dose e relações robustas entre dose e resultados.

Em estudos clínicos, concentrações séricas apresentam-se mais altas após 3 semanas de tratamento, demonstrando efeito contínuo no organismo com múltiplas doses. Ligandrol demonstra-se muito eficaz ao ampliar o volume muscular. Há igualmente um aumento significativo na força, desempenho e bem-estar dos pacientes/atletas. Isto, naturalmente, será dependente da dieta usada.

Ligandrol não promove conversão para DHT (di-hidrotestosterona), não causando efeitos indesejados como queda de cabelo. Não ocorre conversão ao estrogênio e não há supressão do eixo hipotálamo- pituitária- testículo (HPTA). LGD-4033 mostrou-se seguro e tolerável, aumentou a massa magra em um curto período de administração, sem mudanças no antígeno prostático específico e não apresentou toxicidade para o fígado.

Pacientes/ atletas relatam perda de gordura corporal porém não há estudos clínicos significativos que comprovem este efeito. Em modelos animais, LGD-4033 tem demonstrado atividade anábolica no músculo, anti-reabsortivo com atividade anabólica nos ossos, e seletividade robusta para o músculo versus próstata.

ESTUDO

Ligandrol LGD-4033 como promotor de massa magra muscular e supressão de HDL colesterol Foi realizado um estudo controlado por placebo, com 76 homens saudáveis (21–50 anos), não fumantes, randomizados ao grupo-controle. Doses de 0.1, 0.3, ou 1.0 mg de LGD-4033 foram administradas diariamente por 21 dias. Exames de sangue, exames químicos, lipídeos sanguíneos, antígeno prostático específico, eletrocardiograma, hormônios, massa magra e massa gorda, e força muscular foram doseados durante 5 semanas pós intervenção. LGD-4033 apresentou meia-vida prolongada e acúmulo da substância proporcional à dose, mediante dosagens múltiplas, conforme citado acima. Houve um aumento nas concentrações de LGD-4033 nos dias 1 e 21. As concentrações no soro foram quase três vezes mais elevadas no dia 21 do que no dia 1. De acordo com os resultados, Hormônio folículo estimulante (FSH) e testosterona livre mostraram supressão significativa na dose de 1.0 mg apenas. Massa magra corporal aumentou de acordo com o aumento da dose, porém a massa gorda não mudou significativamente. Níveis hormonais e de lipídeos voltaram aos dados base depois da descontinuação do tratamento. O efeito supressor no HDL colesterol por andrógenos orais tem sido atribuído à regulação positiva do receptor B1 e à lipase hepática, ambos os quais estão envolvidos no catabolismo de HDL na dose de 1.0mg. Níveis de triglicerídeos também diminuíram em todas as doses, porém LDL colesterol não apresentou alterações.

 

POSOLOGIA SUGERIDA

Para homens, a posologia sugerida é de 10mg por dia, para atingir os objetivos dos treinos e degradação e limitação da gordura corporal. Recomenda-se um ciclo de 8 a 12 semanas.

Mulheres devem tomar doses mais baixas, de 5mg para manter a segurança dos efeitos clínicos. Depois de 4 semanas de uso, os resultados positivos são tipicamente reconhecidos.

Após a conclusão do ciclo, é necessária apenas uma curta terapia de ciclo (TPC), já que a recuperação dos SARMs é muito mais fácil do que com os esteroides anabolizantes.

Um pequeno período de descanso de 2-3 semanas é necessário antes de começar um novo tratamento com Ligandrol.

LGD-4033 pode ser usado para recomp, cutting ou aumento de volume muscular. LGD-4033 para recomp: Muitos usuários observaram um aumento na massa magra e perda na gordura corporal. Seu uso pode ser associado com outros SARMs, tais como como MK-677 e MK-2866.

A dose sugerida é de 5-8 mg por 8 semanas. LGD-4033 para cutting (corte): A perda do excesso de gordura, sem o catabolismo muscular é a definição do cutting. Ligandrol isoladamente não realiza a lipólise (queima de gordura), porém pode ser utilizado para preservar o músculo. Dose: 2- 5mg ao dia.

LGD-4033 para volume muscular: A dose sugerida é de 5-10 mg ao dia durante 8 semanas. Uma dieta rica em proteínas também é necessária, assim como uma maior ingestão de calorias.

REFERÊNCIAS

Basaria, S. et al. A segurança, a farmacocinética e os efeitos do LGD-4033, um novo modulador não esteróide oral seletivo do receptor de andrógeno, em homens jovens e saudáveis . J. Gerontol. Um Biol. Sci. Med. Sci. 68 , 87-95 (2013). Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4111291/>. (Acesso em : 17 ago. 2018). BANCO DE DADOS DE QUÍMICA. National Center for Biotechnology Information. Disponível em: <https://pubchem.ncbi.nlm.nih.gov/compound/lgd-4033#section=CAS>. ( Acesso em : 17 ago. 2018). Pícoli, T.D.A.S., Figueiredo, L.L., DE Patrizzi, L. J. Sarcopenia and aging. Fisioter. Mov, 24(3): 455–462, 2011.

Compartilhar:

 

 

Andarine – S4/GTX007 ajuda a melhorar a performance dos atletas de ponta como fisiculturistas e estrognmans, vantagens relacionadas ao aumento da força física, melhora da resistência , aumento da performance , auxilio na queima de gordura e melhora da saúde das articulações.

Andarine – S4/GTX007 pode ser utilizada por mulheres pois suas propriedades não são androgênicas e é aconselhavel elas utilizarem metade da dosagem sugerida para o homem.

Benefícios * Auxilio no ganho de massa magra;
* Aumento da força física;
* Melhora da performance;
* Maior resistência;
* Auxilio na queima de gordura;
* Ajuda no fortalecimento das articulações;
* Pode ser usado por mulheres;

Quer saber mais? Converse com o seu médico e veja a sua necessidade.

Compartilhar:

 

Devido a disfagia ou dificuldade de deglutição, estima-se que aproximadamente 50% da população, principalmente pacientes pediátricos e geriátricos, apresentem dificuldade e limitações para tomarem formas farmacêuticas sólidas, como cápsulas e comprimidos.

Limitações na deglutição dessas formas farmacêuticas também estão associadas a determinadas condições clínicas do paciente, como a algumas doenças (p. ex. Doença de Parkinson, AIDS, paralisia cerebral e outros distúrbios neurológicos), tireoidectomia, radioterapia na região de cabeça e pescoço, em pacientes com náusea e vômitos ou em dieta com reduzida ingestão de líquidos e em pacientes não-cooperativos (ex. pacientes psiquiátricos ou resistentes ao tratamento).

Para superar os vários problemas relacionados à deglutição e também aqueles associados às formas farmacêuticas líquidas, como a limitação de estabilidade química e microbiológica, mascaramento do sabor e baixa acurácia de dose, foram desenvolvidos recentemente os filmes orais de dissolução rápida.

Formas farmacêuticas orais de dissolução rápida na boca têm aumentado de importância devido suas propriedades únicas. Já são consideradas pelo FDA (Food and Drug Administration) como forma farmacêutica única, onde os produtos não seriam intercambiáveis com outras formas. Elas se desintegram e dissolvem rapidamente e podem ser administradas sem água, tornando-se particularmente adequadas para  pacientes pediátricos e geriátricos.

Os filmes de dissolução rápida têm adquirido popularidade não somente com os strips refrescantes do hálito, mas também nos mercados de cuidado pessoal, alimentício e farmacêutico.

 

Vantagens:

  • Rápida desintegração e dissolução na cavidade oral para ação local ou absorção sistêmica do IFA (insumo farmacêutico ativo) veiculado.
  • Aumento da biodisponibilidade. Alguns insumos ativos podem ser absorvidos à partir da boca, faringe e esôfago conforme a saliva é deglutida e atinje o estômago, aumentando a biodisponibilidade do fármaco veiculado. De fato, a absorção pré-gástrica pode otimizar a biodisponibilidade e possibilitar uma redução de dose, melhora do desempenho clínico através da redução de efeito adversos.
  • Rápido início de ação.
  • Não necessita de água ou mastigação para sua administração.
  • Sua administração não oferece risco de engasgamento ou sufocamento.
  • Maior aceitabilidade e facilidade de administração em pacientes disfágicos, pediátricos, geriátricos, acamados e psiquiátricos que recusam deglutir comprimidos ou cápsulas.
  • Aumento da aderência ao tratamento.
  • Acurácia na dose.
  • Mascaramento de sabor objetável e promoção de sensação bucal agradável.
  • Redução do efeito de primeira passagem hepática.
  • Redução de efeitos adversos.
  • Reduz degradação ácida no estômago.
  • Disponível em vários tamanhos e formatos.
  • Apresenta maior estabilidade, uma vez que o insumo ativo permanece em uma forma farmacêutica sólida até ser consumido. Portanto, o ODF combina a vantagem de uma forma farmacêutica sólida em termos de estabilidade e a vantagem de uma forma farmacêutica líquida em termos de biodisponibilidade.
  • Não necessita de água para sua administração. Situação conveniente para pacientes que estão em viagem ou com náusea e vômitos.
  • Benefícios em casos de enjoo, dor aguda, episódios alérgicos ou tosse, onde um início de ação rápido é requerido.
  • A possibilidade de liberação sublingual e bucal de um insumo ativo via filme orodispersível proporciona um potencial para melhorar o início de ação, reduzir dose e aumentar a eficácia e o perfil de segurança do medicamento.
  • Não invasivo.
  • Excelente mucoadesão.
  • Os filmes orodispersíveis são flexíveis e portáteis (volume mínimo, leve e pequeno), facilitando o transporte durante seu manuseio, uso e armazenamento.

Para mais informações e orçamentos, entre em contato conosco no 3331-0500 ou venha até a farmácia na Avenida Santos Dumont, 1050.

Compartilhar:

 

O que é candidíase?

Candidaalbicans é um fungo que causa um tipo de micose chamada candidíase. Ela é muito frequente entre as mulheres com idade reprodutiva, afetando 75% das mulheres (ou seja, três em cada quatro mulheres terão um episódio de candidíase em algum momento de suas vidas). Cerca de 40 a 50% terão recorrência e 5% terão recidivas crônicas. Podem ocorrer também em homens e apesar de um parceiro poder contaminar o outro, a candidíase NÃO é considerada como uma DST (Doença Sexualmente Transmissível), isto porque pode ocorrer em pessoas que nunca tiveram relação sexual.

 

A população desse fungo na flora vaginal ocorre em certa quantidade normalmente, porém em certas situações essa população de fungos pode crescer e causar a infecção e os sintomas. Os fatores individuais predisponentes à multiplicação do fungo são:

– defesas vaginais vulneráveis (como uso de duchas vaginais higiênicas e desodorantes íntimos),

– vestuário inadequado (roupas íntimas úmidas por tempo prolongado, biquínis, calça jeans justa),

– queda no sistema imunológico do organismo (situações como gravidez, diabetes mellitus, uso de alguns medicamentos como antibióticos de largo espectro e imunossupressores),

– mudanças bruscas na alimentação ou até estresse e cansaço.

 

Quais são os sintomas?

Os sintomas são bastante desagradáveis, sendo eles: corrimento esbranquiçado (em placa, aderente, com aspecto de leite coalhado), prurido (coceira) na vagina e no canal vaginal, irritação na vagina e nos lábios vaginais (levando à vermelhidão e escoriações na região vulvar). Estes sintomas geralmente surgem ou se intensificam na fase pré-menstrual, podendo ser acompanhados de dor e ardor ao urinar e dor na relação sexual.

 

O diagnóstico pode ser feito pela clínica ou por exame microscópico. Nos casos de recidivas frequentes, devem-se sempre afastar os fatores predisponentes ou excluir a possibilidade do parceiro sexual estar infectado.

 

Quais são os tipos de tratamentos?

O tratamento é feito com medicamentos de uso local (pomadas externas, banhos de assento ou cremes vaginais) ou via oral. Os tratamentos vaginais proporcionam alívio mais rápido que os orais.

 

No mercado existem tratamentos dose única, com produtos pequenos, de posologia mais cômoda e fáceis de aplicar, e produtos de uso prolongado (7 a 14 dias). No entanto, todos eles precisam de indicação médica.

 

Dicas para se prevenir:

Mudança de hábitos podem diminuir os surtos e aliviar os sintomas da candidíase, entre eles: vestuário íntimo e geral adequado (evitar roupas justas ou sintéticas), evitar vestimentas molhadas por tempo prolongado (ex.: biquínis), hábito higiênico correto (evitar duchas vaginais ou desodorantes íntimos), prefira papel higiênico branco e sem perfume, não utilize sabonetes ou cremes vulvovaginais que não respeitem o pH, evitar uso indiscriminado de antibióticos e corticoides, identificar e corrigir fatores predisponentes. Banhos de assento com solução de bicarbonato de sódio podem auxiliar no tratamento.

 

O parceiro deve ser tratado sempre que apresentar sintomas (ardor ou prurido).

 

Por: Dra. Tânia Maria Oliveira 

Compartilhar:

MK-677 é o “modulador seletivo de receptores andogênicos” mais potente e poderoso secretagogo de GH que existe. Ele proporciona o aumento do Hormônio do Crescimento (GH) e do IGF-1 em questões de dias.

Benefícios:
– Aumento do Ganho de Massa Muscular;

– Aumento da Oxidação de Gordura (Perda de Gordura);

– Aumento da Síntese de Glicogênio;

– Aumento da Recuperação Muscular.

Estudos mostram que o MK-677 não causa supressão de hormônios ou testosterona ou quaisquer efeitos secundários a longo prazo.

As doses podem variar de 5mg a 25mg por dia, por isso, o acompanhamento de um profissional da área é de extrema importância.

Quer saber mais? Converse com o seu médico e veja a sua necessidade.

Orçamentos via whatsapp: (34) 9996-9046.
Enviamos para todo Brasil.
Frete Grátis.

Compartilhar:

 

GoBHB™
Energia cetônica para performance física e mental

GoBHB™ é o β-hidroxibutirato, uma substância cetônica apresentada na forma de um blend
de sódio, potássio e magnésio, que age como fonte de energia para o organismo, além de potencializar
dietas com baixo consumo de carboidratos. GoBHB™ favorece o alcance da cetose
em dietas com restrição de carboidratos, além de auxiliar no gerenciamento do peso e contribuir
para o aumento da performance esportiva e cognitiva. Isto ocorre porque os corpos cetônicos
fornecem mais energia celular quando comparado aos carboidratos, sendo assim considerado
uma fonte de energia mais potente.

MECANISMO DE AÇÃO
GoBHB™ age como a molécula de beta-hidroxibutirato endógena e, portanto, quando administrado
é absorvido e nos tecidos é metabolizado a Acetil-CoA , participando do ciclo do Ácido
Cítrico (TCA) nas mitocôndrias para a formação de ATP. Ao ser incorporado na suplementação,
vai proporcionar mais energia e também agir como um “sinal” para a regulação da mobilização
de substratos energéticos para os tecidos.

                                                                               Mecanismo de ação de GoBHB™

GoBHB™ auxilia na preservação das reservas de glicose, na diminuição da degradação de proteínas
e a promover a utilização de ácidos graxos livres como fonte preferencial para a oxidação
e produção de energia nos tecidos, sendo um aliado importante no gerenciamento do peso.

 

EFICÁCIA DO GoBHB™
Estudo IN VIVO
Suplementação com βHB no volume dos adipócitos
Ratos Wistar com 10 semanas de idade foram divididos em dois grupos: (1) grupo controle e (2) grupo que recebeu uma solução de βHB na forma de sal, na concentração final de 4,2% durante quatro semanas. Foi determinada
a porcentagem de gordura visceral e o volume dos adipócitos viscerais no tempo 0 e depois de 4 semanas de suplementação.

RESULTADOS
A suplementação com βHB exógeno apresentou redução em 16% da gordura visceral dos animais testados e redução do volume dos adipócitos em 30%, após as quatro semanas de estudo. Tais evidências podem mostrar que a suplementação com βHB promove benefícios no gerenciamento de peso.

INDICAÇÕES

GoBHB™ é indicado para complementar e acelerar os efeitos das dietas restritivas, como suplemento energético para todos os tipos de dietas, para gerenciamento do peso, podendo ser associado ou não a outros ativos.
Também pode ser utilizado para obter energia instantânea no pré-treino para maior rendimento.

Compartilhar:
Perfil
Mona Lisa Bevilacqua

Empresária, Graduada em Farmácia Industrial, Pós-graduada
em Manipulação Magistral Alopática, MBA em
Cosmetologia e
com cursos de
cosméticos realizados
em Paris e Mônaco.
Saiba Mais
Chat Online
LiveZilla Live Chat Software
LiveZilla Live Chat Software
Horários de atendimento para Orçamento Online:
De seg. a sex. das 08h às 18h.
Sábado. das 08h às 13h.
Newsletter
Fique por dentro das novidades.
Loja Virtual
Mais Acessados


Contato

34 3331-0500
Avenida Santos Dumont, 1050
Uberaba / MG - CEP 38060-600
Sobre o Blog

Este é um canal de comunicação da Farmácia AcquaBella com todos os nossos públicos: Clientes, Colaboradores, Sociedade e Fornecedores.
Farmácia AcquaBella © Todos direitos reservados 2014.